Bancada governista na Casa Plínio Amorim: Reordenamento necessário

3

Por mais que a bancada de situação na Casa Plínio Amorim queira dizer que o requerimento do líder oposicionista Paulo Valgueiro (PMDB), solicitando do Executivo informações sobre os gastos do São João deste ano, que foi aprovado na terça (1), seja mera formalidade, e que o governo não tem nada a temer, não é assim que a banda toca. Até porque é claro que o governo tem de prestar explicações e trabalhar com toda lisura, e que a Câmara de Petrolina tem de cobrar.

Até porque a própria secretária de Cultura, Maria Elena (vereadora licenciada), já se colocou à disposição por diversas vezes para dar detalhes sobre os festejos.

O fato é que a bancada governista não se entende. A coordenação política do prefeito Miguel Coelho (PSB) precisa melhorar. E quando ele chegar da viagem de lua de mel, deverá começar esse reordenamento necessário, porque se a condução política não se encontrar, ele poderá ter dificuldades, pois alguns dos seus vereadores são insubordinados.

3 COMENTÁRIOS

    • é sim infelismente é pura democracia coelho, mas acredito que vereadpres não cairam nessa, pois eles sao eleitos pra fiscalizarem e cobrar do executivo. parabens a gaturiano pelo trabalho e não recuar diante de quem quer ser dono da cidade e dos vereadores, petrolina precisa e vereadpres assim. e não tem nada demais no requerimento de valgueiro pois a propria maria helena disse que prestaria qualquer esclarecimento sobre os gastos do são joão, ronaldo cancão tambem disse que a diferença do são joao de miguel pro de julio é que teve zelo pelo dinheiro publico então não tem o que temer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome