Bahia pode ter ‘Disque Doação de Órgãos’

0
Roberto Carlos. (Foto: Ascom/Divulgação)

Tramita na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) um projeto de lei de autoria do deputado Roberto Carlos (PDT), criando o ‘Disque Doação de Órgãos’ no Estado.

O parlamentar ressaltou que uma recente pesquisa mostrou a Bahia como tendo a quarta maior fila de espera por órgãos entre os Estados brasileiros, e o principal entrave é a recusa de familiares em doar órgãos de parentes falecidos.

O Disque Doação deverá ter três dígitos. Pelo projeto, o Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde, promoverá ampla divulgação do serviço. Para a execução do Disque Doação, o Estado estabelecerá de forma mais específica e detalhada normas e regulamentações que atendam o objetivo da lei.

Roberto Carlos explicou que, de acordo com a Central de Transplantes – organização estadual que incentiva a doação de órgãos –, as principais razões para a negativa das famílias são o desconhecimento do desejo do falecido em vida, a falta de esclarecimento sobre morte cerebral e a crença de que a religião da pessoa não permite a doação. O tempo de espera na fila de transplante é um fator importante para definir o sucesso da operação. “Apesar de a Bahia ter registrado um aumento nas notificações de pessoas falecidas em condições adequadas para doar órgãos nos últimos cinco anos, esse crescimento de 8,2% foi inferior aos avanços médios no Nordeste e no Brasil”, revelou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome