Avó critica HDM/Imip por gazes esquecidas dentro da barriga da neta, após parto; unidade afirma que vai apurar

1

A alegria da jovem Tainá Pinheiro Gomes em ser mãe deu lugar a um transtorno que poderia até ter lhe tirado a vida. A avó dela culpa o Hospital Dom Malan (HDM)/Imip pelo ocorrido.

Num vídeo divulgado pelas redes sociais, a senhora informou que sua neta deu à luz a um menino nas primeiras horas do último dia 17/07, na unidade médica de Petrolina. Em seguida teve alta, mas pouco depois a jovem passou a se queixar de muitas dores.

Esqueceram gazes dentro da menina. Ela sofria de muitas dores e estava podre, ninguém aguentava dentro de casa”, reclamou a avó. Preocupados, os familiares de Tainá a levaram, quatro dias após ter o parto, ao Hospital de Lagoa Grande (PE), Sertão do São Francisco. A médica, então, informou que todo o problema era por causa das gazes, as quais foram retiradas de dentro da jovem. Inconformada, a avó desabafou: “se não fosse a médica, seria mais um filho sem mãe”.

Procurada pela reportagem, a assessoria do HDM/Imip informou que a direção abriu uma sindicância para investigar o fato.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome