Ato de posse de João Paulo como novo gestor da Sudene transforma-se em defesa de Dilma

por Carlos Britto // 29 de julho de 2015 às 06:40

posse Joao Paulo Sudene/JC OnlineA posse do ex-prefeito do Recife João Paulo (PT) no comando da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), na manhã desta terça-feira (28), se transformou em um grande ato em defesa da presidente Dilma Rousseff (PT), pelo tom dos discursos dos governadores e parlamentares presentes à cerimônia.

Sem sair em defesa da petista, o governador Paulo Câmara (PSB) enfrentou um princípio de vaia depois de citar o antecessor Eduardo Campos. João Paulo assumiu a Sudene enfrentando a primeira dificuldade, após a decisão da Justiça Federal de desocupar o edifício-sede da superintendência, no Engenho do Meio, na Zona Oeste do Recife.

“A presidente Dilma foi eleita e precisa governar”, defendeu o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB). “Com todo o respeito que eu tenho pelo trabalho de qualquer oposição, o que estamos presenciando é a tentativa de setores da oposição de continuarem a fazer com que o País continue paralisado. Isso é ruim para todos”, disparou o socialista.

Mais comedido, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), limitou-se a dizer que está à disposição para colaborar com o País. “Não canso de repetir o que Eduardo Campos já dizia: o Nordeste não é mais um problema, é parte da solução do Brasil”, pontuou.

Em um discurso que lembrou o ideal do comunismo, João Paulo criticou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) por ter extinguido a Sudene em 2001 e listou vários investimentos realizados no Nordeste durante os governos Lula e Dilma.

Pré-candidato?

Apontado como candidato natural do PT para enfrentar o prefeito Geraldo Julio (PSB) nas urnas em 2016, o ex-prefeito João Paulo foi afagado por vários políticos ontem, durante a posse na Sudene, que elogiaram os oito anos em que ele comandou a Prefeitura do Recife, entre 2000 e 2008. O petista se disse feliz em ter o nome lembrado, mas desconversou sobre uma possível postulação. (fonte: JC Online)

Ato de posse de João Paulo como novo gestor da Sudene transforma-se em defesa de Dilma

  1. Rodrigo disse:

    “Ideal comunista”?
    Todos os lugares onde essa maldita ideologia tenha entrado logo em seguida trouxe miséria para o povo local.

    E esse papo de defesa do PT, é defender o indefensável… conversa fiada de dizer que trouxeram investimento, mediante a superfaturamento bilionário. É a velha história: “roubo, mas faço!”.

  2. Maria do Socorro disse:

    Comunismo é retrocesso. Nem Cuba aguentou! Só por seu discurso, apoiando os ladrões do Planalto, já fez perder mais votos para 2016.
    Dilma teve um mandato todinho para trabalhar, mas foi roubar. Então; FORA PT!!!

  3. Carlos disse:

    Eu não disse? Para defender Dilma hoje só aqueles que mamam nas fartas tetas federais, que por sinal, são sustentados por nosso infeliz bolso…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *