Associado questiona realização de assembleia pelo Sindicato dos Trabalhadores Assalariados Rurais de Petrolina durante a pandemia

0
Foto: Reprodução/WhatsApp

O ex-diretor e associado do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais (STTAR), Everaldo Barros, questionou na manhã de hoje (19) a realização de uma Assembleia Geral Extraordinária promovida pela gestão atual, em meio à pandemia do novo coronavírus. ”Está acontecendo uma coisa muito estranha. Você sabe que não pode ter aglomeração, mas a presidente Leninha convocou uma Assembleia pro dia 25. Como é que vai acontecer uma assembleia dessa?”, declarou ele ao Programa Carlos Britto, na Rural FM.

No documento (foto), os associados são convocados a se reunir na sede do sindicato no dia 25 de maio, às 7h30. Entre os assuntos a serem discutidos está a votação do Regimento interno e a resolução que “discipline eventuais candidaturas de diretores, conselheiros fiscais e delegados às Eleições Municipais 2020 em face da entidade”.

Segundo Everaldo, além dessa assembleia durante a pandemia, a Convenção Coletiva de Trabalho está sendo descumprida. “Eu fui demitido no mês passado e tive que receber minha rescisão, com um ano e nove meses, lá na empresa, porque o sindicato não está fazendo. Então, está muito estranho. Eu não entendi”, pontuou.

A reportagem entrou em contato com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina (STTAR), Lucilene dos Santos Lima, mais conhecida como Leninha, e aguarda uma resposta sobre o assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome