Assessoria da Casa Plínio Amorim informa que solicitação de viagem de Lóssio a Portugal terá de ser votada em sessão extraordinária

por Carlos Britto // 06 de julho de 2012 às 09:58

Em contato com o Blog, a assessoria de comunicação da Casa Plínio Amorim retificou a informação de que o Legislativo não teria autorizado o prefeito de Petrolina, Júlio Lóssio, a viajar para Portugal.

Segundo a assessoria, o ofício enviado pelo Executivo chegou à Casa no último dia 28 de junho, mas somente um dia depois a Mesa Diretora tomou conhecimento do documento.

O detalhe é que a Câmara já estava em recesso parlamentar e, como essa autorização necessitaria ser votada em plenário, isso só poderia acontecer, neste momento, se houvesse uma sessão extraordinária – prerrogativa que caberia exclusivamente ao Executivo.

Por telefone, a reportagem falou com o secretário de comunicação da prefeitura, Ney Vital, sobre o assunto. Ele disse que terá uma reunião, em 40 minutos, com a procuradora Camila Cruz, para definir qual medida será tomada por parte do município com vistas a garantir a viagem do prefeito a Portugal. Lóssio foi convidado pela Universidade de Évora para dar detalhes sobre o “Nova Semente”, que segundo ele, teria inspirado o governo federal a lançar um programa nos mesmos moldes, o “Brasil Carinhoso” – que atenderá crianças de zero a seis anos.

Assessoria da Casa Plínio Amorim informa que solicitação de viagem de Lóssio a Portugal terá de ser votada em sessão extraordinária

  1. falasério! disse:

    Imperdoável se houver impedimento ao nosso prefeito de honrar essa oportunidade ímpar de ensinar aos portugueses como se administra para o povo.

  2. De olho disse:

    Poxa vida, uma sessão extraordinária para autorizar a viagem do Prefeito! Que importância, votem também quem vai de “lambuja” pois é o dinheiro dos nossos impostos que financia as viagens. Existe desculpa para tudo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *