Artistas de Trindade afirmam que Carnaval local está se transformando “em evento particular”

0

Em Trindade (PE), no Sertão do Araripe, a prefeitura deixará de realizar pelo segundo ano consecutivo o seu carnaval. O fato despertou a ira da classe artística local, que criticou duramente a decisão.

Para alguns desses artistas, A atual administração está transformando o carnaval, que já foi considerado “o maior da região” em 54 anos de história, numa “festa particular”.

Confiram:

A revolta de alguns de nós, artistas, é que tem um grupo de empresários da cidade que se aproveita da situação pra eles mesmos fazerem uma espécie de carnaval. Mas, detalhe: não é uma coisa que é pra todos. Fazem um evento privado, onde vendem camisas de abadá por um preço absurdo, fecham a praça pública com grades. Pessoas que não têm condições financeiras não podem curtir e ainda se sentem constrangidas até de ir olhar. Artistas da cidade não são beneficiados com isso.

E outra: comerciantes ambulantes não lucram com isso, até porque é proibido vender. Fazem tudo da maneira que querem e como querem, e ainda ficam dizendo que é o Carnaval de Trindade. Estou dizendo isso a exemplo do ano passado, até porque são os mesmos organizadores. Se a prefeitura não pode fazer, seria melhor que não permitisse que outros fizessem.

Usam um local que é público. Vendem e lucram com o bem público. Isso porque o evento é na rua, que é pública. Fecham a rua para um evento privado, e dizem que é para todos. Se é para todos, deveria ser gratuito e livre para todos os públicos. Para mim, como artista da terra, isso é um desrespeito com a população em geral. (Foto: Joãozinho Andrade/reprodução)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

15 + nove =