Armando Monteiro dá boas vindas aos Ferreira, mas reforça que apoio não é garantia de espaço na majoritária

3
Armando Monteiro Neto e Anderson Ferreira se abraçam em evento da Frente das Oposições (Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco)

O deputado estadual e presidente do PSC em Pernambuco, André Ferreira, e o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PR), promoveram evento, na manhã desta terça-feira (26), no Recife, para oficializar o ingresso do grupo na Frente das Oposições. Eles deixaram a base do governador Paulo Câmara (PSB) na semana passada. O senador Armando Monteiro Neto (PTB), pré-candidato ao governo do Estado, deu boas vindas ao grupo, mas reforçou o que havia dito em Petrolina, há duas semanas, sobre não garantir espaço para os Ferreira na chapa majoritária.

Último a discursar no evento, ele afirmou que o entendimento com a família não passou por exigência de cargo e ou de posição. O petebista também afirmou que os Ferreira têm compreensão de que há outras forças políticas fortes que serão levadas em conta na hora de fechar a composição da chapa majoritária. André, que é deputado estadual e presidente do PSC, pleiteia uma vaga ao Senado Federal.

Gostaria de fazer um registro. Em todos os momentos que conversamos com o Grupo Ferreira, em nenhum momento em nosso entendimento passou por exigência de cargo e de posição. E agora me perguntam e vocês vão fechar a chapa quando, quais os nomes, quem é? Eu tenho dito o seguinte: agora, vocês estão dentro dessa Frente e vão construir conosco essa solução. Claro que esse grupo tem credenciais para estar na chapa, credenciais políticas não faltam, mas todos têm a compreensão de que neste momento nosso compromisso maior é buscar aquela composição que enseje a maior representatividade e a maior força”, afirmou Armando, saudando os novos integrantes da Frente.

O senador petebista também declarou que foi convocado circunstancialmente para estar liderando o projeto, mas que há, nesse grupo, “figuras que talvez reunissem até mais credenciais” do que ele. “Mas nesse momento a escolha recaiu no meu nome e eu disse que, desde o início, não vou impor o meu nome. Apoiarei qualquer companheiro dessa Frente, mas se me convocarem eu topo, porque nesse momento ninguém pode faltar a Pernambuco”, disse.

Resgate

Ainda durante o seu discurso, o pré-candidato ao Governo do Estado fez críticas à atual gestão, comandada pelo PSB. O petebista afirmou que o grupo oposicionista pretende fazer o “resgate de um Pernambuco que vem perdendo o rumo”. Segundo Armando Monteiro Neto, o Estado tem governador, mas não tem governo.

Pretendemos fazer o resgate de um Pernambuco que infelizmente vem perdendo o rumo. Um Pernambuco que perdeu voz nos últimos anos. Um Pernambuco aonde se percebe um governo que não governa. Um governo que não é capaz de prover segurança, que não dá respostas a problemas que afligem a população, como por exemplo a área de saúde. Que é uma área hoje crítica, que se percebem tantas mazelas. Porque um governo que não é capaz de oferecer segurança e quando recebe um cidadão num hospital público ou num posto de saúde não pode oferecer o mínimo atendimento, isso significa, meus amigos, que não há governo. Pernambuco tem governador mas não tem governo”, disparou. (Com informações da Folha de PE)

3 COMENTÁRIOS

  1. É tanta gente dando apoio, que imagino quando cabide não vai ter caso ganhem. Para pagar tanto apoio. Essa é a velha política que não quero mais. E não voto em Paulo Câmara também, péssimo governador, governador metropolitano, mas será que a máquina vai ficar inchada, para atender a todos que apoio essa oposição. Imaginem só.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome