Após reabertura do matadouro de Petrolina, Vigilância Sanitária vai apreender carnes sem selo de inspeção

0
Foto: Ascom PMP/Sesau divulgação

O diretor-presidente da Agência Municipal de Vigilância Sanitária (AMVS), Marcelo Gama, reuniu-se com o diretor de feiras de Petrolina, Tony Galvão. O encontro teve como finalidade o alinhamento das fiscalizações dos estabelecimentos e feiras livres que comercializam carnes no município. Com a programação para reabertura do matadouro, as fiscalizações sanitárias serão intensificadas para combater os abates clandestinos.

De acordo com Marcelo Gama, durante as fiscalizações serão exigidos os documentos que comprovem a procedência de abate do animal. “Através da direção de feiras do município, a Vigilância Sanitária terá a quantidade de animais a serem abatidos para cada feira. Para comprovação da procedência das carnes, será exigido o Selo de Inspeção Municipal, além da nota fiscal que é fornecida pelo abatedouro. Se houver a constatação de não procedência do abatedouro, as carnes serão apreendidas”, explicou.

As fiscalizações nos mercados, supermercados, frigoríficos, açougues e demais estabelecimentos que comercializem carnes, seguirá os mesmos padrões de documentação. “Além dos documentos para comprovação de certificação da carne, serão inspecionados, os locais de acondicionamento das mesmas, ambiente de armazenamento e exposição. Tudo com o objetivo de certificar e atestar à população consumidora final da carne, que o produto está em perfeitas condições para o consumo humano”, completou o diretor da Vigilância Sanitária, Marcelo Gama.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

14 + 6 =