Após protesto na PE-275, Compesa envia resposta

por Carlos Britto // 26 de agosto de 2021 às 12:34

Foto: Reprodução

Após protesto da população de Brejinho, no Sertão do Pajeú, que fechou a PE-275 no dia de ontem (25), contra os problemas na distribuição de água pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), a empresa enviou resposta. Os moradores disseram que a Companhia se arrasta há alguns meses para melhorar a qualidade dos serviços.

Eles disseram que só iriam desobstruir a via depois que um representante fosse ao local e garantisse que a situação seria resolvida o mais rápido possível. Por meio de nota, a Compesa declarou que quando começou a realizar os testes na adutora Ambó-Brejinho, implantada pela prefeitura, foram consertados cerca de 50 vazamentos, por falhas na execução.

A Companhia informou, ainda, que para viabilizar essa adutora, foi necessário construir uma estação elevatória, obra determinada pelo governo do Estado e executada pela Compesa. “A obra definitiva, determinada pelo governador Paulo Câmara, e autorizada pelo DNOCS, está prestes a ser executada. Nos próximos dias terá início o assentamento da adutora de 250 mm, que vai garantir o abastecimento dos moradores de Brejinho”, declarou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *