Após oferecer recompensa, Celpe consegue prisão dos acusados do assassinato de dois funcionários

por Carlos Britto // 23 de junho de 2021 às 16:00

Foto: Reprodução

Após oferecer uma recompensa de até R$ 100 mil para quem fornecesse informações sobre a identificação dos suspeitos de cometerem os assassinatos de dois eletricistas da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), a empresa conseguiu encerrar o caso junto com a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE).

A ‘Operação Nobreak’ prendeu os acusados pelo homicídio de Ejanilson e na tentativa de homicídio de Wellington José Cardoso, também funcionário da Celpe, que estava no local. O crime ocorreu na rua 8 de Maio, no bairro Chã de Tábua, em São Lourenço da Mata, no último dia 7.

Segundo informações da empresa, Ejanilson foi executado dentro do carro da Celpe, enquanto se dirigia para a realização de uma inspeção – procedimento de fiscalização de medidores de energia, gasto de energia das residências e funcionamento das redes elétricas. Os suspeitos pararam ao lado do veículo da companhia e efetuaram diversos disparos. Ejanilson morreu no local e Wellington foi socorrido.

Mais detalhes sobre a operação serão apresentados ainda nesta quinta-feira, em coletiva de imprensa no Recife.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *