Campanha monitora animais atropelados em rodovia que corta Norte da Bahia

0

Com o objetivo de diminuir o risco de acidentes envolvendo veículos e animais, além de proteger a fauna local, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), por meio da Gestão Ambiental da BR-235/BA, realiza, a partir de hoje (25), a 21ª Campanha de Monitoramento e Controle de Atropelamento de Fauna nos Lotes 1, 2, 4 e 5, que totalizam 283, 3 quilômetros.

Somando-se às campanhas anteriores, os números confirmam 648 animais atropelados. Um dos motivos de acidentes desse tipo é a velocidade dos veículos  acima da média. Outro fator que deve ser levado em consideração é o clima, que ocasiona mudanças nas principais atividades diárias dos animais silvestres, alterando horários na busca de alimento e defesa de território, ficando mais vulneráveis a atropelamentos. O ideal para os condutores é ficar atento às placas de sinalização, especialmente nos trechos onde não estão pavimentados.

Os bichos retirados da pista encontram-se, muitas vezes, em situação de desidratação e desnutrição. Alguns deles, ao atravessar a pista para procurar alimento e água, acabam sendo atropelados. A equipe percorre da cidade de Carira (SE) a Juazeiro (BA), aproximadamente 1.700 quilômetros por campanha, numa velocidade padrão de 40km/h, ao longo de nove dias por mês.

Dados

Para quantificar a coleta dos animais, as ocorrências levantadas são anotadas em planilha específica padronizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Neste documento são tabulados dados referentes à espécie, data e local, posição geográfica, características da vegetação, condições da pista e registro fotográfico. A identificação das espécies é feita diretamente em campo, e posteriormente, por meio do registro fotográfico. (foto/divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

catorze + 8 =