Alunos de Direito fazem manifesto em favor da Facape

por Carlos Britto // 23 de maio de 2009 às 22:09

Os alunos do curso de Direito da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais (Facape) enviaram ao Blog um manifesto diante dos últimos acontecimentos ocorridos na autarquia. Confira:

Cinco anos nos dedicamos em aprendermos a fazer justiça. Somos a voz daqueles que se sentem oprimidos, indefesos e injustiçados. Somos a espada da lei que declara guerra à injustiça.

Somos discípulos daquele grego que preferiu à morte a se corromper. Em nossa oratória soa os discursos de Cícero de Roma, que defendeu sua pátria contra os manipuladores.

Somos os filhos da Deusa Themis que nos ensina a equilibrar a balança e termos os olhos vendados pela imparcialidade. Somos os que clamam e lutam pela JUSTIÇA.

Não somos os que ficam calados e fazem “vista grossa” para o que é ilegal. Somos estudantes de Direito e exigimos respeito a este curso. Diz o ditado que “costume de casa se leva à praça”. Não queremos que a nossa casa (FACAPE) seja manchada e nos ensine a injustiça. Queremos que as teorias das nossas aulas sejam praticadas e não apenas citadas.

Alunos do Curso de Direito/Facape

Alunos de Direito fazem manifesto em favor da Facape

  1. Geraldo disse:

    Isso é que eu chamo de retórica, lenga-lenga, bla-bla-bla e nhem nhem nhem. Caros alunos, vamos a objetividade das coisas, senão o país não vai pra frente.

  2. Marcelo disse:

    O que o povo comenta em toda a região do vale do são francisco, é que não houve estupro nenhum… que isso foi uma grande invenção e a história narrada é mirabolante. Um homem encapuzado , rende a vítima , conduz para a sala de aula, ninguém nota esse cara encapuzado, usa preservativo, vai embora no fiat uno e ninguém percebe nada.. nem a suposta vítima reconhece. Realmente, muito estranho …

  3. Flor disse:

    Parabéns aos alunos de Direito pela iniciativa.

  4. Add disse:

    Marcelo, acredito q vc esteja um pouco desinformado acerca do assunto, ou então as informações estão chegando de forma equivocada. Queríamos que realmente fosse invenção, só assim uma jovem não estaria passando por momentos tão difíceis como este. Leia mais. Existem fontes de confiança e muito comprometidas com a verdade. Quiçá vc possa se inteirar melhor acerca de um fato tão triste como esse, e que, diga-se de passagem, pode ocorrer com qualquer mulher.

  5. TERREMOTO disse:

    Carlos Britto,

    O comentário feito pelo Marcelo não deve ser desprezado : MUITAS PESSOAS ESTÃO COMENTANDO ESSE ASSUNTO E PROCURANDO RESPOSTAS AS MESMAS INDAGAÇÕES FEITAS POR ELE !
    A perícia , realmente, confirmou o fato ? Se confirmou, seria bom alguma autoridade se pronunciar a respeito de forma oficial e assim esse boato, verdadeiro ou não, deixaria de existir !

  6. Aluno de Direito disse:

    O sistema de educação pública é um dos fundamentos da nossa democracia. Afinal, é onde os alunos da América aprendem a ser cidadãos responsáveis, e aprendem as habilidades necessárias para tirar vantagem da nossa fantástica sociedade oportunista.

    A Sra. CLEMILDA BARRETO ALVES – Ex-Diretora Presidente da AEVSF suspensa preventivamente do cargo de direção, não poderia ficar omisso à onda de violência na FACAPE.
    – No dia 7/5/2009 às 22:10, uma aluna do Curso de ADM, quando sai da sala de aula apos realizar prova e quando transitava no corredor da faculdade para sair foi abordada por um meliante. Ainda relata que o meliante agarrou em seu percoço e levou ao banheiro e fechou a porta e amarrou o braço da vitima com uma liga numa parte metalica do banheiro e se ela gritasse iria mata-lá.
    – Conforme BOLETIM DE OCORRÊNCIA Nº 09E0304002105 DE 7/5/2009.

    – A Diretora não se manifesta ou não fez algo em prol da vitima, foi NEGLIGENTE.

    – A Sra. Antônia Maria da Silva – Coordenadora Acadêmica do
    Curso de Administração e o Sr. Gabriel – Procurador da FACAPE, foram omissão ao fato.

    MEU E-MAIL: facape2009@hotmail.com
    TENHO CÓPIA DO BOLETIM DE OCORRÊNCIA.

  7. TERREMOTO disse:

    Tô falando: se apertar sai mais coisa ! SE O POST ACIMA FOR VERDADEIRO , NÃO RESTA OUTRA ALTERNATIVA A POLÍCIA E AO MP: AVERIGUAR SE O B.O. É VERDADEIRO E TOMAR AS DEVIDAS PROVIDÊNCIAS URGENTEMENTE ! É EXTREMAMENTE SÉRIO O QUE ESTÁ POSTADO LOGO ACIMA , INCLUSIVE COM O “NOME DOS BOIS” !

  8. DECEPÇÃO disse:

    DECEPÇÃO. QUE DISCURSO BONITO, QUEM SÃO ESTES ALUNOS? DÊEM SEUS NOMES…

    SURGIU ESTE ESPAÇO DEMOCRÁTICO E DELE FAZEMOS USO, PARABÉNS AOS SEUS INSTITUIDORES…SABEMOS QUE AS COISAS SÃO BEM PIORES DO QUE MANCHAS, A FACAPE ESTÁ ENTREGUE. AS COISAS ACONTECERAM E ACONTECERAM SE OS ALUNOS NÃO TOMAREM PÉ FICARÁ BEM PIOR…OBRAM O OLHO, VOC~ES QUE DEFENDEM, FAÇAM JUSTIÇA COM OS CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS, COM MUITO ESFORÇO, BEM VERDADE…

    SE NÃO QUEREM MANCHAS, CORRAM ATRÁS PARA ESTA MULHER NÃO VOLTAR MAIS PARA LÁ E PARA QUE SEU TREM DA ALEGRIA SE DESFAÇA…NO MAIS, É UMA FALTA DEVERGONHA, ELA É MUITO DISCIMULADA…

  9. geralvinhopatriota disse:

    Carlos Brito, cumpre-me, neste momento, externar orgulho e trinsteza sobre os fatos que envolvem a FACAPE. Na condição de ex aluno (curso de administração), pai e tio de diversos estudantes de direito daquela instituição, não poderia deixar de demonstrar meu orgulho e defendê-la. No entanto, fico triste quando vejo dissonantes comentários sobre o episódio lá ocorrido, aliás, episódios??, crimes ediondos??. Que denuncia grave traduz este último comentário ao manifesto dos alunos de dirreito? Me pergunto, o Manifesto e o Comentário seriam realmente de alunos de direito? Na condição de futuros advogados, devem agir acertadamente, não decepcionem.

  10. Miriam disse:

    No momento a FACAPE não precisa de justiça, precisa é de investigação para encontrar o autor do crime e de segurança para seus alunos voltarem em paz para estudar.

    Quem precisa de justiça na verdade é a vítima que foi estrupada.

    Quantos aos alunos, o direito e o exercício do direito é universal, não somente aos alunos de direito mas de todos os individuos da sociedade que se sentirem injustiçado.

  11. Manifesto disse:

    O mais importante de tudo isso é não misturar as coisas. Deixemos os problemas de guerra administrativa de lado…afinal, tanto numa gestão como noutra os crimes aconteceram. Independentemente da questão política, cabe ressaltar que como estudante de Direito, acredito que este manifesto serviu como reflexão, para que eu pudesse pensar no meu papel dentro do contexto social. Ora, o importante neste momento é unir forças para chegar em soluções. Que empreguemos “força hercúlea” a fim de ajudar na criação de mecanismos de segurança para nossa instituição. O debate é sempre construtivo, e, por isso, aproveito para parabenizar Carlos Britto pelo incentivo.Que continuemos na luta, sem medir esforços para buscar aquilo que nos é justo: Segurança na Facape.

  12. João da Silva disse:

    Isso aqui já está fedendo….
    Como vem um comentário dizer que “COMENTAM POR AÍ” que não houve estupro, não houve crime, etc etc. . . Que é isso? Farra de suposições???
    Caro Marcelo, se não houve estupro mostre que não houve, pô. Para de reproduzir a fofoca da rua . Há sim uma jovem que denunciou, há boletim de ocorrencia e todos os outros elementos, há inquérito, cara.
    A profundidade da coisa só sabe quem está investigando, quem é vc pra vir despejar suas conclusões sem base…?
    Deixe para falar suas besteiras quando tiver certeza, não transforme isso aqui num puleiro de fofoca, vá fofocar na sua casa.

  13. Vanderley disse:

    Cara arretado esse Joao da Silva! isso mesmo cala a boca desse povo que não tem o que falar e sai por aí falando toda baboseira que dá na telha, por isso aparece tanta estoria.
    Se liga né?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *