Alepe: Comissão de Cidadania pedirá proteção para trabalhadores rurais e indígenas

0
Foto: Giovanni Costa

A Comissão de Cidadania da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) anunciou, nesta quarta (12), que pedirá providências a autoridades dos Poderes Judiciário e Executivo frente às ameaças e violências praticadas contra trabalhadores rurais do Engenho Fervedouro, em Jaqueira (Mata Sul). O mesmo será feito buscando a proteção e a garantia dos direitos dos indígenas do povo Pankararu, que vivem em um território homologado no Sertão pernambucano.

Durante reunião por videoconferência, a presidente do colegiado, deputada Jô Cavalcanti, informou que o mandato coletivo Juntas (PSOL), do qual é titular, promoveu uma escuta com sete pessoas que vivem na área de Fervedouro, na última sexta (7). A atividade foi motivada por denúncias da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e pela emboscada contra um camponês, que levou sete tiros. 

Segundo ela, um relatório sobre essa escuta será encaminhado às autoridades da Polícia Civil, do Poder Judiciário e do Ministério Público que atuam no caso. Por sugestão do deputado Isaltino Nascimento (PSB), pedidos devem ser feitos ao Tribunal de Justiça e ao governo do Estado para que designem, respectivamente, um juiz e um delegado de fora daquela jurisdição para cuidar do processo.

Foi Nascimento quem alertou, ainda, para a violência que vem sendo praticada por posseiros que se recusam a deixar o território indígena dos Pankararu, localizado nos municípios de Jatobá, Petrolândia e Tacaratu, no Sertão de Itaparica. No final de julho, uma placa foi instalada ali com mais de dez nomes de indígenas marcados para morrer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome