Ainda repercute no Sertão Central rompimento do canal da transposição próximo a Salgueiro; Ministério acredita em ato criminoso

8
Foto/reprodução

Ainda rende muitos comentários no Sertão Central o rompimento do canal da transposição do Rio São Francisco, entre o Distrito de Pau Ferro e o reservatório de Mangueira, na zona rural de Salgueiro (PE). O detalhe é que o presidente Michel Temer entregou, no último dia 3 de agosto, a terceira estação de bombeamento do Eixo Norte.

Devido a atrasos e paralisações, a obra vem apresentando problemas na estrutura. Os engenheiros responsáveis já tinham sido alertados para essa possibilidade.

As águas do canal estão desaguando no Riacho Grande, que passa pelo Distrito de Umãs, e segue até o município de Terra Nova (PE), Sertão do São Francisco.

Em nota enviada ao G1, o Ministério da Integração Nacional explicou que o rompimento “foi pontual” e que uma equipe técnica deverá recuperar os estragos em 48 horas, para o canal voltar à normalidade. O órgão ressaltou ainda que os técnicos deverão verificar toda a área com o objetivo de avaliar eventuais prejuízos a comunidades próximas. O Ministério acredita que o incidente pode ter sido fruto de um ato criminoso, já que policiais militares prenderam suspeitos de tentar desviar o curso d’água daquele trecho do canal para encher um reservatório nas redondezas. Em fevereiro deste ano, uma placa de concreto de uma das estações de bombeamento se desprendeu, causando rompimento. O fato aconteceu em Cabrobó, Sertão do São Francisco. (Com a colaboração de Sávio Barros/para o Blog)

8 COMENTÁRIOS

  1. Sempre é assim. Fazem a obra e não dão manutenção de mão de obra de segurança. Se se tem fiscais nos órgãos, muitos não dão conta do recado devido aos intensifade de obras/servicos para fiscalizar. As pessoas indiretamente afetadas por estas obras não são e nunca foram indenizados ao longo do trecho. Trecho esse que se for monitorado com tecnologias, não suporto de atos criminosos. Que no meu ver é mais criminoso as obras e serviços que não dão conta na fiscalização. Assim é o mapa, DNIT, Anvisa, Essas ditas obras, falta de Poilicia no interior e distritos, fiscais do TCE, MTE, ADAGRO , Etc. Não tem limites de. Licitações versos corrupção. E isso é que os políticos querem pois só assim tem algo o que falar. Nesta obra impactou e muito negativamente e acusam sem provas .

  2. Realmente é um ato criminoso essa obra de transposição: Torraram bilhões de dinheiro tirado dos pobres e miseráveis deste país, encheram os bolsos das empreiteiras e entregaram ao povo uma obra incompleta, repleta de defeitos técnicos absurdos. Antes tivessem dando esse dinheiro aos israelenses, eles iriam fazer brotar água no mais extremo dos sertões, assim como eles fazem no seu país, que como todos sabem, é um deserto sem fim, mas conseguem produzir até frutas por lá, no meio do deserto.

  3. Mas a obra foi feitas para os sertanejos ,cada município é responsável pelo seu trecho,é incrível esse tipo de crime se colocado como crime político ,até que ponto chegamos , água é vida se alguém fez esse crime para prejudicar tal político saiba que ele prejudicou pessoas muito pobres e inocentes.cristo tenha misericórdia da nossa nação

  4. Tribunal de contas tem que chamar os responsáveis por mais um Elefante Branco….. Muita gente fez riqueza as custas do nosso dinheiro… Vergonha essa Transposição…. Polícia Federal nessa gente.

  5. Tenho certeza que a imprensa está querendo tirar o foco dos verdadeiros culpados desta obra tão desastrosa e colocar em pessoas inocentes como os muitos agricultores que moram e trabalham no entorno desses canais que não abastecem nada das necessidades deles,porque o que eu sei é que se as pessoas desses sítios e comunidades próximas a esses canais querem beber água, tem que comprar pipas que é outra vergonha para o nosso Estado, desastrosa obra que só causou prejuízo pra nossa natureza e para as pessoas que dela dependiam e até hoje muitas pessoas estão prejudicadas e não foram indenizadas.Vergonha! Polícia Federal e Ministério Público ou Autoridades! Investiguem e punam os verdadeiros culpados e não culpem pessoas inocentes deixando os verdadeiros culpados soltos aí fazendo mais catástrofes como essa.Ainda bem que esse rompimento não atingiu as pessoas e casas de pessoas que ali moram,mais os animais e máquinas, instrumentos de trabalho de muitos agricultores foram levados por esse erro que ninguém até agora sabe de quem foi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome