Agentes de Combate às Endemias de Petrolina iniciam campanha salarial deste ano e pedem concurso

0
Foto/divulgação

Os Agentes de Combate às Endemias (ACEs) de Petrolina deram início à sua campanha salarial deste ano. A categoria está reivindicando do Executivo Municipal itens como incentivo adicional (repasse do governo federal, já na conta da prefeitura); equiparação salarial igual aos agentes comunitários; concurso público para preenchimento do quadro, no intuito de ampliar a cobertura nas zonas urbana e rural; Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), fardamentos e crachás.

De acordo com o Levantamento de Índice Rápido (LIRA) realizado na cidade, o resultado do ciclo foi de médio risco para epidemias na região.

Diante dos riscos identificados, nossa categoria cobra do Executivo Municipal valorização profissional e melhores condições de trabalho. O trabalhador que é valorizado trabalha melhor. A população de Petrolina merece uma cidade limpa e saúde de qualidade. Por isso, defender condições dignas para o servidor e também fazer a defesa de melhores serviços públicos. Como sabemos, os serviços públicos não são de graça. São pagos com dinheiro que vem da arrecadação de impostos e tarifas públicas da população que é contribuinte. A prefeitura, o Estado e a União têm a obrigação de empregar bem e com transparência esses recursos. Por isso conclamamos a estarmos todos juntos. População e servidores pela luta por uma Petrolina cada vez melhor para todos”, ressalta, em nota, a AACEP (Associação dos Agentes de Combate às Endemias de Petrolina).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome