Adolescente é encontrado morto em unidade de ressocialização de Petrolina e colegas confessam envolvimento

4
Funase-Case de Petrolina. (Foto: Blog do Carlos Britto)

case funase petrolina

Um menor de 14 anos de idade apareceu morto numa das celas do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Petrolina. O fato foi registrado na noite de ontem (14). Segundo contou ao Blog o major do 4º Grupamento do Corpo de Bombeiros, Weltman Lima, as primeiras informações repassadas eram de que o jovem teria sofrido uma morte súbita. Mas quando chegaram ao Case, os bombeiros foram informados por agentes comunitários que o menor foi estrangulado.

A equipe do 4º Grupamento ainda tentou reanimar, em vão, o reeducando. Mesmo assim, ele foi levado ao Hospital Universitário (HU), que não recebeu o garoto, identificado como Cícero Alexandre de Souza Silva, porque este já estava sem os sinais vitais.

Dois colegas de cela do menor, ambos de 16, acabaram confessando à polícia que se tratava de uma brincadeira (conhecida por ‘sossega leão’), culminando na morte do jovem. Após serem autuados por homicídio duplamente qualificado, eles voltaram à unidade. Um dos reeducandos teria uma rixa com o colega que morreu. Ele está no Case por roubo. O outro veio de Goiânia (GO) para o Case de Petrolina, onde está cumprindo medida socioeducativa por homicídio.

Em contato com o Instituto de Medicina Legal (IML), o Blog foi informado, na tarde de hoje (15), que Cícero Alexandre foi morto por asfixia.

A reportagem do Blog tentou um contato com a gestora do Case, Nídia Alencar, mas devido a dificuldades na rede de telefonia móvel, não foi possível. (foto: Marco Aurélio/para o Blog)

4 COMENTÁRIOS

  1. Este é o segundo homicídio registrado dentro da unidade na gestão da diretora atual. Os jovens pintam e bordam lá dentro e nada é feito pela direção. Os fatos negativos não escondidos. Já Trabalhei no case e acho que lá precisa de mais pulso pra administrar uma unidade tão complexa.Afinal são jovens infratores.

  2. Jovens infratores? Que nada, são apenas crianças se divertindo, brincando de sossega leão…. Usar pulso contra nossos meninos?? Nem palmada se pode mais para educar os próprios filhos…

  3. A questão é que um psicopata de alta periculosidade, réu confesso de ter assassinado outras crianças, fica à solta, escolhendo suas vítimas, e a polícia civil, alheia a dor e ao sofrimento dessas pessoas, investiga quando tem vontade, ou quando o crime traz grande repercussão, mostrando o retrato de descaso com que o Estado trata a segurança em nossa Cidade. Não é possível que este marginal, quando do assassinato das duas outras crianças, não tenha deixado um indício que levasse às autoridade ao autor do crime. Foi preciso, portanto, que outra criança inocente, tivesse sua vida ceifada, para que este bandido tivesse sua prisão, enfim, decretada. Vamos aguardar e torcer para que um destes advogados de porta de cadeia, não encontre as famosas ” BRECHA NA LEI” e nenhum juiz preocupado com superpopulação carcerária, e direitos humanos, defira pedido para por este maníaco nas ruas novamente.

  4. o brasil deveria aderir a famosa pena de morte para quem mata e estupra esses doentes ficam a solta e nossas criancas presas so deus pra nos livrar desses demonios

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome