AD Diper envia nota ao blog contestando declarações de Dona Nina

por Carlos Britto // 08 de abril de 2009 às 15:18

Com relação à matéria “Fenearte 2009: AD Diper mudou formato do evento”, publicada no último dia 7, no Blog do Carlos Britto, o Programa do Artesanato Pernambucano (Pape) – representado pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), coordenadora geral da Fenearte – vem a público esclarecer que:

1. O crescimento e o êxito da Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte) podem ser medidos por diversos indicadores. Em 2007, primeiro ano da gestão Eduardo Campos, os organizadores do evento registraram 613 pré-inscrições de pessoas físicas (artesãos individuais) e jurídicas (como prefeituras, estados, países e associações) interessadas em participar. Em 2008, houve uma demanda 19,4% maior (732 pré-inscrições). Para 2009, a procura foi recorde: 930 pré-inscritos, um incremento de mais de 50% em relação a 2007 e de 26,9% quando comparado a 2008.

2. Em virtude do crescimento exposto acima, o Comitê Gestor do Pape deliberou, este ano, pela limitação na quantidade máxima de estandes que poderiam ser adquiridos por pessoas físicas (um) e jurídicas (no máximo dois). Em 2008, esses tetos eram de dois e três estandes, respectivamente.

3. A medida visa a dar mais condições para que mais artesãos possam participar, contribuindo para que o espaço possa ser preenchido respeitando os preceitos de igualdade e isonomia no processo de seleção de expositores, bem como características que possam assegurar para o público visitante uma feira rica em representatividade, pluralidade e diversificação de tipologias e estilos.

4. A seleção das pessoas (físicas e jurídicas) para aquisição (locação) de estandes para a Fenearte 2009 ficou a cargo do Comitê Gestor do Pape, formado por instituições ligadas ao Governo do Estado (como a AD Diper), ao Federal (Programa do Artesanato Brasileiro – PAB) e instituições da sociedade civil (como Sebrae e UFPE/Imaginário Pernambuco).

5. Não há qualquer tipo de acordo, verbal ou escrito, selado entre a organização do evento e os artesãos (sejam pessoas físicas, sejam pessoas jurídicas, como prefeituras e associações) que garanta o direito à continuidade na participação em edições posteriores da Fenearte, tampouco a manutenção da mesma quantidade de estandes ou localização fixa dos espaços para os eventos.

6. Com relação à Petrolina, não procede a informação publicada de que a quantidade de estandes desse município no pavilhão da Fenearte foi reduzida de dez para oito.

7. Em 2008, Petrolina foi contemplada com sete estandes, distribuídos da seguinte forma: dois para a Associação dos Artífices de Petrolina (Assape), dois para a Associação dos Escultores (Assepe) e três para a Prefeitura Municipal de Petrolina. A Associação Nina Tavares participou da Fenearte expondo seu artesanato nesse espaço adquirido pela prefeitura.

8. Em 2009, também ao contrário do que o publicado, a representação de Petrolina se dará através de seis estandes. Serão dois para a prefeitura, dois da Associação Nina Tavares e dois da Assape.

9. Desse modo, usando o critério “quantidade de estandes” apontados pela publicação, teremos uma redução de sete para seis e não de dez para oito, mostrando a preocupação dos organizadores do evento em preservar a participação, praticamente sem alterações .

10. Também se faz necessário esclarecer que para se credenciar a Fenearte não é exigido o cadastro em nenhuma das associações de artesãos existentes em Petrolina ou em outro município local, regional, nacional ou internacional.

11. O processo seletivo foi totalmente organizado e gerenciado pelo Comitê e todo e qualquer tipo de contato deveria ter sido feito através da AD Diper. O período de pré-inscrições foi encerrado em 13 de março.

12. Associações e Sindicatos de todo o Estado são parceiros na promoção do evento, no entanto, não configuram como representantes com plenos poderes concedidos pelo Pape para intermediar qualquer tipo de processo inerente à realização da Fenearte. E, assim como qualquer potencial expositor, instituições desse tipo também são submetidas à seleção pública acima descrita.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *