A nova safra

por Carlos Britto // 23 de dezembro de 2008 às 09:45


Dos prefeitos que vão assumir seus mandatos em 1º de janeiro, quatro já estão sendo apontados como reservas para vôos mais altos em 2014 – João da Costa (PT), do Recife, Renildo Calheiros (PCdoB), de Olinda, Elias Gomes (PSDB), Jaboatão, e Júlio Lóssio (PMDB), Petrolina. É evidente que tudo vai depender do desempenho deles e que, claro, assegurem a reeleição em 2012. O caso de João da Costa é mais complicado, porque a fila de espera do PT é bem maior e bem mais poderosa que a dos demais partidos. O futuro de João da Costa, a médio prazo, depende muito do que está reservado para João Paulo e para Humberto Costa, em 2010, sem esquecer que Maurício Rands é outra liderança em compasso de espera para uma majoritária. Em relação a Renildo Calheiros, o futuro prefeito tem tudo para firmar-se como uma liderança de peso do PCdoB, no estado, que hoje gravita em torno da prefeita Luciana Santos e do vereador Luciano Siqueira, e tem o valioso apoio do governador Eduardo Campos. O tucano Elias Gomes é o que tem uma situação mais confortável. O PSDB, um partido com poucas lideranças estaduais, investiu pesado para garantir sua eleição e o ajudará bastante para que ele possa firmar sua imagem como bom gestor, sobretudo depois do desastre da administração de Nilton Carneiro, que só chegou ao final do mandato porque o pedido de intervenção feito pelo TCE veio tarde demais. Por fim, Júlio Lóssio, a revelação da eleição municipal, que já recebe tratamento de estrela por parte do seu partido – o PMDB. E não é para menos, foi o responsavel pela única grande derrota do governador Eduardo Campos nas eleições municipais, em todo o estado. O problema de Lóssio é que, em Petrolina, ele tem adversários fortes, tanto pelo lado do PSB de Gonzaga Patriota, quanto pelo lado do PSB de Fernando Bezerra Coelho. Além disso, a rede de proteção de Lóssio não é tão forte quanto à de João da Costa, Renildo Calheiros e Elias Gomes. Sua reeleição, portanto, é mais difícil. E sem isso, ele pode cair da escada.

Fonte: Marisa Gibson

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.