A FACAPE que a gente quer

por Carlos Britto // 19 de janeiro de 2009 às 16:00

Passei o fim de semana inteiro pensando na Facape e seus problemas. E ela os tem, é verdade. Mas queria falar aqui também do orgulho que Petrolina ainda não descobriu dessa jovem senhora que formou mais de meia cidade. Talvez a divulgação seja tímida e a comunidade não conheça seus avanços. Acompanhei de perto alguns dos seus momentos, suas disputas, suas dificuldades, suas satisfações e até os olhares cúmplices de estudantes que descobriram ali novos amores e novas emoções também. Vi em muitas críticas ressentimentos e rancores, mas também vi brilhos nos olhares de diversas pessoas de diferentes opiniões. A verdade é que a FACAPE precisa estar acima de interesses pessoais ou de grupos políticos. É agora uma faculdade de referência e melhora a olhos vistos. Acho que são altas as mensalidades, mas me dizem que trabalham no limite para esta majoração. Penso que a nossa FACAPE precisa mesmo é ser amada e valorizada. Precisamos é romper com bibliotecas precárias, laboratórios antiquados, quando não destruídos por amantes do atraso e da devastação. Professores pouco estimulados e pessimamente pagos, currículos absurdos, prédios em condições físicas inaceitáveis… e, de modo geral, a queda do nível de ensino. Vejo que a cidade tem uma faculdade melhor do que isso, que as transformações têm que chegar com responsabilidade, maturidade e acima de tudo bom senso. E só assim teremos a universidade que queremos ter e que a comunidade estudantil precisa.

A FACAPE que a gente quer

  1. Ex-aluna disse:

    Tenho muito orgulho em dizer que sou filha da FACAPE.
    Nunca em tão pouco tempo a nossa querida Instituição mudou tanto. Lembro das diversas horas plantadas na fila para fazer a matricula do semestre, fato este que já é efetuado pela internet. E aquela terrível cantina, que era entregue as … onde éramos obrigados a nos deslocar para a UPE ou nas barracas de fora, para fazer um lanche, hoje o espaço revitalizou com uma obra belíssima denominada “Espaço de Conivência”, com 4 lanchonetes, sem falar no espaço cedido para o senhor dos bombons e para dona Socorro. E quem não se lembra da medíocre biblioteca que existia, e que hoje estar com seus dias contados para ficar apenas na lembrança de nós, ex-alunos, pois aproxima-se a inauguração da tão grandiosa obra da construção da nova biblioteca, que esses dias ao trazer meu irmão para fazer a matricula, arrepie-me de tanta emoção com a sua robusta arquitetura que tenho certeza que estará equipada com livros, mobiliários e equipamentos de ponta.
    Não poderia também deixar de falar do Centro de Pós Graduação que ainda é embrionário, mas tenho certeza que novos cursos virão assim como chegaram com a graduação, a exemplo dos cursos de direito, economia e comércio exterior.
    Gostaria de lembrar da credibilidade que a FACAPE obteve em fazer os dois últimos concurso para a Secretaria de Saúde de Petrolina, pois o passado, se não me engano no ano de 2001, ao promover o concurso da prefeitura municipal teve terríveis repercussões. É isso que devemos promover e divulgar da mudança e crescimento da nossa FACAPE. Não poderemos ser hipócritas em dizer que é um mar de rosas, pois sabemos que não, mas o esforço e a vontade de tentar fazer a coisa certa é que dar resultados gratificantes e orgulho para os seus ex-alunos.
    Obrigada por essa grandiosa evolução.
    EX-Aluna com muito orgulho.

  2. Jair Lima disse:

    A nossa amiga acima deve ser ex-aluno, sim; mas para fazer uma defesa tão forte da FACAPE assim, fica a dúvida se hoje não é um cargo político…

  3. Também Ex-Aluno disse:

    Julgar os outros é fácil, principalmente quem não a conhece ou a conhece quando “diz que estuda”, mas fica do lado de fora, nos barracos, “pagando” as cadeiras “Levantamento de Copos e Pestiscos I e II”

  4. Eu sou um Ex-Aluno disse:

    A Facape realmente precisa passar por uma auditoria de contas, acadêmica e outras mais. Existem muitos vícios que precisam ser exterminados. O prédio onde funcionará a biblioteca ainda não esta totalmente pronto. E o valor desta obra, orçado em mais de R$ 1.600,000,00, precisa ser averiguado, é preciso coragem.

  5. Socrates Augustus disse:

    Concordo com você Carlos Brito a Facape têm credibilidade o que falta é um melhor incentivo a aqueles que fazem da FACAPE que levam o nome da instituição os PROFESSORES. Chega até ser humilhante falar que um professor da FACAPE ganha 13,75 a hora/aula que não possui incentivo para cursos de pós-gradução, mestrado e doutora. Quantos doutores temos na FACAPE no curso de Direito, quantos mestres temos no curso de Direito. Acho que nenhum. A Facape não é só estrutura, prédio é gente e aluno que paga sua “TAXA” com sacrifício para ter uma perspectiva melhor, quantas pessoas boas deixam de estudar pois não tem como pagar o curso, algumas faculdades têm até financiamento próprio para os alunos, outras dão incentivos como descontos e FACAPE (a direção) acabou com o projeto de monitoria, acabou com os prêmios e louvável construir um biblioteca (falta os livros) e louvável ter um espaço para os alunos. Agora falta computadores, espaço para estudo, espaço para projetos, sala de oratória, sala de júri. Sou aluno e luto por uma FACAPE feita para todos.
    Falta na FACAPE livre acesso aos deficientes, vários colegas sentem na pele a dificuldade de se lo comover, o estacionamento e uma problema serio principalmente de noite a jovens senhoras senhoritas correm risco freqüente quando vão pegar o seu carro. Professores desmotivados , verdade sim não podemos ser hipócrita de achar que um espaço novo e a solução de tudo, pois a FACAPE precisa de professores melhor remunerado e alunos mais motivados.

  6. Flor disse:

    Concordo com vc Sócrates, e posso confirmar sua afirmação quanto a falta de incentivo para professores poderem fazerem mestrado ou doutorado. Existem professores nessa situação que não recebem nada para estimular a realização do seu curso. Existem outros que tiveram que abandonar seu mestrado pq não tinham condições financeiras de cursá-lo.
    Existem casos em que professores da Facape passam em concursos de outras instituições pq sao reconhecidos pelo seu mestrado ou doutorado. E recebem incentivo para realizar psquisa e extensão, coisa que a Facape não sabe o que é. E do jeito q está nunca irá saber.
    A produção cisntífica na Facape é sufocada pela falta de visão e competência da Direção para que isso aconteça.
    É lamentável, ver um professor se acabando em sala de aula, e n produzir nada, absolutamente nada.
    Infelizmente a Facape não traz nada, além dos conhecimentos empregados em sala de aula, para a sociedade. A Extensão é inexistente!

    Torço para que essa era de valorização do espaço, da vilania, das perseguições, se findem na Facape.

  7. aluno atual disse:

    realmente.. esse texto deve ser de pessoas da facape da epoca boa pq hj em dia….. guerra dentro da propia facape … professores com medo de fala,r enfrentar… professores que entram na sala de aula e nao fazem nada…. EXIsTE muito disso ainda…. é um absurdo…. a diretoria… tem de ser varrida…. mudança já… o problema foi passado para o prefeito anterior + com crtz tinha interesses envolvidos das partes mas com a gestão atual esperamos mudanças , esperamos que olhem para a facape com atenção
    com crtz o sentimentos de muitos ou todos ali é revolta ou seja uma quadrilha desorganizada

  8. OBSERVADOR disse:

    Conheço Faculdades, e Universidades no entanto qualquer faculdade que se preza reza não só pelo ensino (que na FACAPE é muinto precário) más pelo esporte dentro das reformas feitas pela FACAPE só vejo preocupação em fazer salas e mais salas nada de quadras poliesportivas, ou piscinas ou qualquer outro tipo de estrutura esportiva. Quem entra nesta Faculdade sonhando em ser um Cientista da Computação fica totalmente frustado pois este curso ministrado pela FACAPE onde denomina-se Ciencias da Computação, ensina aos alunos apenas a fazer programas de de computador, coisa que qualquer cursinho básico de C++, +SQL ou qualquer outro tipo de linguagem. sem mais.

  9. Professor Ailton Siqueira disse:

    Olá Britto,
    Velho colega e amigo sempre presente. Tivemos o prazer de nos conhecer-mos ainda quando estudavamos o 2° grau, sei que se lembra bem, pois os tempos de estudante sempre foram bons (pelo menos pra mim, rsrsrs…). Você já se encaminhava pela sua carreira no rádio e eu procurava traçar o meu.
    Bem, como você sabe, hoje estou aqui (FACAPE). Daí fiquei sabendo desse novo canal de comunicação que criou, e tive curiosidade de conhecer. Comecei a observar as notícias e cheguei aqui. Confesso que fiquei um pouco que atônito com esses comentários, então não pude deixar a oportunidade de escrever e deixar meu testemunho.
    Vi você dizer, que perdeu parte do seu fim de semana pensando em nossa Instituição, aí quando digo nossa, refiro-me a todos nós, eu, você, nossas famílias, o povo de Petrolina, o Vale, etc.
    E concordo plenamente com o que você diz, a FACAPE tem grandeza, tem pujança, corre em suas veias a sina de ser uma Universidade, mas não será só mais uma Universidade, será a Universidade! a Universidade do povo de Petrolina, porque está sendo construida por ele.
    Tenho já 19 anos de casa, e posso falar com toda a propriedade que tenho direito, que hoje somos mais, mas muito mais melhores do que ontem e seremos muito mais amanhã.
    Mas isso não se faz da noite pro dia, nem em estalar de dedos… se faz com paciência, perseverança, humildade e coragem. Até o grande supremo Deus levou sete dias para fazer o mundo (talvez tenha levado mais tempo fazendo o homem).
    Há problemas?, evidente, deixarão de existir? lógico que não, enquanto a FACAPE existir eles estarão lá.
    Os descontentamentos são da natureza humana, conhece alguém totalmente satisfeito com tudo? se conhecer eu gostaria de cumprimentá-lo.
    Agora o que estão tentando fazer com a FACAPE é no mínimo um ato irresponsável e até suicida. Eu pergunto : se você brigar com alguém, vai colocar uma nota na imprensa? (desculpem o silogismo comum), mas é o que alguns colegas estão fazendo, talvez sem querer (imagino), por estarem embebecidos por sentimentos negativos causados por desarmonia com outrem, não medem as consequências das suas atitudes e das suas palavras e chegam ao ponto extremo das ofensas pessoais, causando injúria, calúnia e difamação, sem perceberem (eu acho) que levam junto com a baixeza das suas palavras o nome da FACAPE a um descrédito que não existe.
    E aí pegando a onda, vem aqueles que segundo o aurélio, define como “sofisma do acidente convertido”, quer dizer: generalizar a partir da observação insuficiente de casos particulares, ou seja, julgamento apressado e precipitado das coisas.
    Criticar é posição comôda, contribuir ajudando e apresentando soluções é um pouco mais difícil, dizer que não está satisfeito com certas coisas e esperar as soluções acontecerem é o que a maioria quer e faz.
    Mas, será que a FACAPE é tudo de ruim assim? será que a maioria dos professores, servidores administrativos e alunos tem esses mesmos sentimentos? com certeza não.
    A hora/aula de professor pode estar abaixo das expectativas, mas vale lembrar que no passado o salário dos mesmos não pagava nem o transporte para vir dar aula, hoje talvez seja pouco, mais uma vez lembramos que nós recebemos religiosamente em dia e até antes (ato da atual gestão), gostaria de ganhar mais é claro, quem não quer?, mas conheço as limitações e dificuldades para administrar nossos próprios recursos, lembro-lhe que a FACAPE sobrevive de sua própria receita, não recebe nenhum repasse de recursos como pensam muitos, tenho a certeza que nossa FACAPE está muito bem administrada, pois ao contrário da vontade de alguns cresce contiuamente.
    A Diretora-Presidente conseguiu do Governo do Estado os recursos para a construção da Nova biblioteca, este é um mérito pessoal dela e que poucos acreditavam, mas está aí, pronta, conseguiu também o mobiliário e os livros, quando iniciar as aulas os alunos ganharão esse presente. Mas há quem questione o valor da obra, provavelmente deve ser algum engenheiro que entende de construção para afirmar que há algo errado, mas digo que não se preocupem, o tribunal de contas, que é o órgão competente para isso, está aí na sua visita de rotina e irá fazer a sua avaliação.
    Administrativamente a FACAPE vai muito bem, academicamente não posso dizer o mesmo.
    Lembrem-se, a FACAPE é composta pelo Conselho Universitário, depois pelo Conselho de Pesquisa e Extensão, em seguida Pelo Diretor-Presidente e Diretores de Centro, humanas, Tecnológicas e Pós-graduação. O Diretor de Pós-graduação pediu exoneração do cargo a muito tempo, o de Tecnolgia acabou de pedir e o de humanas como todos sabem, trabalha em Salgueiro e vem aqui duas vezes por semana, pudera está o acadêmico como está.
    Por vez, o Estatuto define claramente as atribuições de cada um, por mais que queira a Diretora-Presidente, esta não pode resolver todos os problemas, tendo em vista as limitações estatutárias.
    É essa a nossa realidade, a que vivemos e conhecemos e não a que alguns querem transparecer.
    Encerro minhas palavras na certeza de ter levado ao conhecimento de alguém, que o que se diz por aí, é a generalização a partir da observação insuficiente de casos particulares.
    A Instituição é maior que todos nós e o seu nome não pode ser maculado em detrimento de interesses pessoais.

    Obrigado pela oportunidade,

    Abraços a todos.

  10. OBSERVADOR disse:

    Professor Ailton,
    Pergunto por que o Sr. não tenta entrar na UNIVASF(instituição federal), pois já que o salário da FACAPE esta baixo resolveria seus problemas. Agora não podemos tampar o sol com a peneira pois se o seu salário esta sendo pago em dias ou até mesmo adiantado, talvez por isso o Sr. não esteja encontrando tantos problemas nesta Instituição, pois existem varios e muintos são gravissimos, como disse e vou repetir ” Quem entra nesta Faculdade sonhando em ser um Cientista da Computação fica totalmente frustado pois este curso ministrado pela FACAPE onde denomina-se Ciencias da Computação, ensina aos alunos apenas a fazer programas de de computador, coisa que qualquer cursinho básico de C++, +SQL ou qualquer outro tipo de linguagem resolveria o problema de um programador, QUANDO A FACAPE VAI FORMAR CIENTISTAS EM COMPUTAÇÃO ?????
    sem mais.

  11. Leitor atento disse:

    Senhor Ailton,

    O Sr. é suspeito para falar… O sr. tem cargo comissionado… Tenha cuidado no que está dizendo..

  12. Flor disse:

    Logo, logo vão erguer um altar na Facape em homengem a essa santa Diretora-presidente, salvadora dos comissionados da faculdade.

    Que comovente!

  13. Observador2 disse:

    Interessante este comentário
    “Quem entra nesta Faculdade sonhando em ser um Cientista da Computação fica totalmente frustado pois este curso ministrado pela FACAPE onde denomina-se Ciencias da Computação, ensina aos alunos apenas a fazer programas de de computador, coisa que qualquer cursinho básico de C++, +SQL ou qualquer outro tipo de linguagem. sem mais.”

    Porém eu gostaria de saber se o OBSERVADOR sabe qual a tecnologia utilizada para fazer o sistema de vestibular ou matricula pela internet ? Esses sistemas e outros que funcionam hoje na FACAPE foram feitos pelos próprios alunos do curso. Não sei se os “cursinhos” estão ensinado toda esta tecnologia. Há mais um detalhe: na FACAPE não se ensina C++ e sim C. No lugar do C++ ensina-se Java. Tem programação para internet também, engenharia de Software, compiladores, Teoria da Computação, Inteligência Artificial, Redes, Sistema de Informação, Arquitetura de Computadores, Multimídia, Banco de Dados, Lógica, Cálculo, Física para Computação, Estrutura de Dados, Eletrônica Digital, Sistemas Operacionais, Legislação e Direito, Computação Gráfica, Monografia dentre outras. Sem contar de outras disciplinas que dão visão gerencial, administrativa, de marketing, contabilidade, empreendedorismo. Se está entrando na Faculdade agora, pode procurtar os responsáveis pelo curso para se informar da grade e tudo que será visto no decorrer do curso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.