7º Grito da Terra de Pernambuco reivindicará vacinação contra Covid-19 e fortalecimento da agricultura familiar

0

O Movimento Sindical Rural de Pernambuco, representado pela Federação de Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Pernambuco (Fetape) e seus 174 sindicatos filiados, realizarão na próxima segunda-feira (19) o 7º Grito da Terra/edição 2021. O tema será ‘Agricultura Familiar: Cuida da Terra e Alimenta o Mundo’. Devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19, a mobilização será realizada em plataforma virtual e transmitida pelas redes sociais a partir de 10h.

Na quarta-feira (14) a pauta de reivindicações do Grito da Terra no Estado foi protocolado no Palácio do Governo de Pernambuco. O documento contempla propostas em cinco eixos estratégicos que atendam às necessidades específicas da população rural do Estado. A expectativa é que o governador Paulo Câmara possa se posicionar sobre as reivindicações apresentadas no documento no ato virtual, dialogando com os trabalhadores e trabalhadoras rurais.

O 7º Grito da Terra ocorrerá em um contexto de desafios para agricultura familiar, devido ao impacto econômico, sanitário e social sobre as necessidades básicas da população, devido a pandemia. Os povos do campo enfrentam a escassez de alimento e o avanço da fome, a falta de recursos hídricos, agravada pela estiagem, e de geração de renda.

A vacinação para os trabalhadores e trabalhadoras do campo, a defesa do SUS, a garantia de orçamento para o Programa Estadual de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PEAAF) – aprovado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) em 2020 -, a criação da Secretaria Estadual da Agricultura Familiar, o acesso à assistência técnica, à educação do campo, a estruturação de programas voltados para a convivência com o Semiárido e a reestruturação socioprodutiva da zona da mata, que sofre com efeitos de uma crise prolongada do setor sucroalcooleiro, são algumas das reivindicações da pauta.

Solidariedade

No contexto de aceleração do aumento da fome no Brasil, o Movimento Sindical Rural vai retomar a campanha de doação de alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade social em todo o Estado. Os alimentos provenientes da agricultura familiar, setor responsável pela produção de 70% dos alimentos que chegam à mesa da população, serão doados e adquiridos de associações, cooperativas e famílias assessoradas pela Fetape e Sindicatos. Segundo levantamento feito por pesquisadores do Grupo ‘Alimento para Justiça’, da Universidade Livre de Berlim, em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade de Brasília (UnB), 59,4% da população enfrentava no final do ano passado algum grau de insegurança alimentar – o equivalente a um total de 125 milhões de pessoas

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dezoito − 8 =