6ª SR Codevasf tem área de atuação expandida e passa a atender em 147 municípios do Norte da BA

0
Sede da 6ª SR Codevasf, em Juazeiro-BA. (Foto: Duda Oliveira/Blog do Carlos Britto)

A 6ª Superintendência Regional (SR) da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), localizada em Juazeiro (BA), teve sua área de atuação expandida pelo governo federal através da Lei 13.702/2018, que além da bacia do Rio São Francisco, vai contemplar agora as bacias dos rios Vaza Barris, Itapicuru, Paraguaçu e Real.

A superintendência atuava em 27 municípios da região norte do Estado, promovendo o desenvolvimento da bacia do Rio São Francisco, explorando sustentavelmente os recursos naturais para estruturar as atividades produtivas, que visa ao crescimento da economia e diminuição das desigualdades sociais.

A nova área, que deverá receber as ações da Codevasf, compreende mais 120 municípios, totalizando 147, com uma área de aproximadamente 206,2 mil quilômetros quadrados (km²). A população de 4,5 milhões de pessoas receberá os benefícios implantados pela Codevasf em açoes de revitalização, infraestrutura de abastecimento d’água, saneamento, irrigação e atividades produtivas, gerando mais oferta de emprego e o aumento da renda, na busca do desenvolvimento regional.

Novas Bacias

A Bacia do rio Vaza Barris, com área de aproximadamente 14,5 mil km² e comprimento de 450 km, nasce no sopé da Serra dos Macacos (Sertão da Bahia), próximo a Uauá, e banha também o estado de Sergipe, desaguando no Oceano Atlântico. A superintendência regional da Codevasf em Juazeiro atenderá integralmente a 20 municípios.

A Bacia do Rio Itapicuru, tem uma área de 38,6 mil km² e extensão aproximada de 476 km, nasce no Piemonte da Chapada Diamantina, no município de Antônio Gonçalves (BA), na qual a Codevasf vai atuar em 57 municípios, sendo que em Acajutiba, Barrocas, Biritinga, Conde, Cristópolis, Esplanada, Inhambupe, Jandaíra, Olindina, Sátiro Dias e Teofilândia essa participação será parcial porque elas possuem parte do território situado fora da área de abrangência das bacias onde a Codevasf atua.

O maior número de municípios que serão atendidos pela Codevasf na nova área de atuação está localizado na Bacia do rio Paraguaçu, na região Centro-oeste da Bahia, onde existem 76, dos quais 26 deles serão atendidos parcialmente, com relação a área de cada município, e como também estão distantes da sede municipal, a exemplo de Feira de Santana, que possui o maior número de habitantes – 627,4 mil. No total, cerca de 1,9 milhão de pessoas irão se beneficiar das atividades a serem desenvolvidas pela Codevasf naquela região.

O Rio Paraguaçu, que é genuinamente baiano, nasce no Morro do Ouro, localizado na Serra do Cocal, no município de Barra da Estiva, na Chapada Diamantina, e segue em direção norte, passando pelas cidades de Ibicoara e Mucugê, aproximando-se de Andaraí, onde recebe água do Rio Santo Antônio. Sua bacia tem aproximadamente 54,8 mil km² e possui um comprimento calculado em 600 Km.

Outra bacia importante incorporada parcialmente na nova área de atuação da 6ª SR é a bacia do Rio Real, que nasce no município de Poço Verde, em Sergipe, e banha uma estreita faixa com nove municípios baianos limítrofes: Paripiranga, Antas, Cícero Dantas, Ribeira do Pombal, Ribeira do Amparo, Itapicuru, Rio Real, Jandaíra e Conde. A Codevasf vai atender a 11 municípios de maneira integral e parte do município de Jandaíra. Esta área possui 7,5 mil km² e uma população aproximada de 303,5 mil habitantes. A maioria dos municípios também integra as bacias do Itapicuru e Vaza Barris.

Novos desafios

Elmo Nascimento, titular da 6ª SR Codevasf, em Juazeiro. (Foto: Divulgação)

Para o titular da 6ª SR em Juazeiro, Elmo Nascimento, a expansão da área de atribuição da Codevasf, incluindo novas bacias do Norte Baiano, é o resultado do trabalho valioso da bancada da Bahia, aprovado no Congresso Nacional e sancionado pelo Governo Federal através da Lei 13.702/2018, aumentando sua responsabilidade de uma área de 103.123,53 km², com 1.116.991 habitantes para 206.204,99 km², com 4.539.660,0 habitantes.

Este ato, reconhece a vitalidade desta empresa pública (Codevasf) e permite que ela possa, por execução direta e/ou parcerias, realizar os estudos, elaborar projetos e implementar ações de desenvolvimento, que possibilite explorar sustentavelmente os recursos naturais e utilizar a vocação de cada região. Mas, para alcançarmos os resultados esperados, será fundamental que as decisões políticas sejam direcionadas à Codevasf, alocando orçamento da União, objetivando incrementar os arranjos produtivos locais, promover a oferta de emprego, elevar a renda per capita e favorecer o crescimento da economia regional“, diz o superintendente, através de nota enviada pela assessoria de comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome