1ª Feira da Poesia mobiliza Sertão do Pajeú

0

A mesa de glosa empolgou o público sertanejo na noite da quinta-feira (18). O desafio de poesia oral foi uma das atrações do primeiro dia da 1ª Feira da Poesia do Pajeú, realizada pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), em parceria com a prefeitura de São José do Egito e de outros municípios da região.

O evento segue até sábado (20), na rua João Pessoa, centro histórico de São José do Egito, e homenageia os poetas Dedé Monteiro e Manoel Filó (in memoriam).

A mesa dava o mote e os poetas faziam o verso na hora, de improviso, com a frase do mote finalizando a poesia.

“O danado se mudou, nem notícia de mim tem, vou procurar outro alguém senão meu ser se envenena, tem gente que não tem pena do coração de ninguém”, declamou Milene. As mesas foram gravadas para se tornarem livros a serem publicados e lançados pela Cepe em janeiro de 2020, na Festa de Louro do Pajeú.

Oficinas de xilogravura e de estêncil abriram a programação no início da tarde, às 14h, atraindo as crianças, que se empolgaram a aprender as técnicas de gravação. O público ainda podia conferir as produções literárias, em livro e cordel, de 12 municípios do Pajeú, além dos títulos de catálogo e os últimos lançamentos da Cepe Editora.

O cantor egipciense Tonfil fez participação especialíssima na apresentação do grupo Em Canto e Poesia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome