Após ser preso, homem confessa ter matado ex-companheira a tiros em Juazeiro

Como este Blog adiantou ontem (13), Cleber Araújo dos Santos, de 38 anos, suspeito de matar a ex-companheira Layse dos Santos Silva, de 20 anos, no bairro Itaberaba, em Juazeiro (BA), no último dia 20 de junho, foi localizado e preso no município de Ibiquera, na região da Chapada Diamantina. De acordo com a Polícia Civil, ele confessou o crime.

O assassinato aconteceu quando a jovem voltava do trabalho. Layse foi morta com disparos de arma de fogo, na Avenida São Francisco. Na ocasião, um mototaxista que transportava a jovem foi baleado.

No momento da prisão, segundo a Polícia Civil, Cleber Araújo estava segurando um revólver calibre .38, com seis munições, contudo foi advertido para que não reagisse à prisão, motivo pelo qual acabou se entregando. A arma apreendida, de acordo com Cleber, foi utilizada para matar a ex-companheira e da tentativa de homicídio contra o mototaxista.

A titular da 17ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin)/Juazeiro, delgada Lígia Nunes, informou a este Blog que Cleber será transferido para Juazeiro, mas ainda estão aguardando a autorização do juiz do município de Itaberaba, para onde ele foi encaminhado. (foto/divulgação)

O que eles disseram…

Juazeiro: Segunda fase de operação da Polícia Civil cumpre mandados de prisão

A Polícia Civil (PC) de Juazeiro (BA), através da 17ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), divulgou o balanço da segunda etapa da ‘Operação Estanque’, deflagrada nesta terça-feira (6). A meta dessa segunda fase da ofensiva tem o objetivo de cumprir Mandados de Busca e Apreensão expedidos pela Vara do Júri e das Execuções Penais e pela 2ª Vara Criminal de Juazeiro, com um total de nove alvos, todos na cidade.

Já foram presos em flagrante Lacson Mendes Umbelino, pela prática de posse ilegal de arma de fogo, no Povoado de Campos, zona rural da cidade, e Aldevan dos Santos, no distrito de Itamotinga, por tráfico de drogas. Com Aldevan os policiais apreenderam cocaína, maconha, sementes da mesma erva e uma balança de precisão. A Operação Estanque é coordenada pela delgada regional da 17ª Coorpin, Lígia Nunes. (fotos/divulgação)

Polícias Militar e Civil reforçam união para combater onda de violência em Juazeiro

As Polícias Militar e Civil de Juazeiro (BA), através do Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN) e da 17ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), respectivamente, estão intensificando o trabalho em conjunto para combater a onda de criminalidade que se espalhou pela cidade nos últimos meses.

Na manhã e hoje (19), o coronel Alfredo Nascimento reuniu-se na sede do CPRN com a delegada titular de Polícia Civil de Juazeiro, Lígia Nunes, para discutir ações ostensivas e investigatórias no combate a crimes no município.

Durante o encontro, ficou definida a intensificação do trabalho em conjunto das duas polícias, no serviço de investigação e reforço nas operações que já atuam no município, a exemplo da Legionários do Norte.

O combate à criminalidade tem sido prioridade para as policias, que atuarão de forma planejada, através de intervenções enérgicas no policiamento ostensivo e velado, na busca de dias ainda mais tranquilos para a sociedade Juazeirense”, informou o CPRN, em nota.

Recentemente, o prefeito Paulo Bomfim se reuniu com a delegada Lígia Nunes. Na oportunidade, o gestor se colocou disponível para parcerias. Já a delegada solicitou apoio estrutural ao prefeito, para que o trabalho dos funcionários sejam otimizados. O prefeito assegurou que vai colaborar no que for preciso e possível com o trabalho das polícias.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por agencialaguz.com.br