Petrolina perto de zerar fila de cirurgias ortopédicas com mutirões no HU

A Secretaria de Saúde de Petrolina, em parceria com o Hospital Universitário (HU) Dr. Washington Barros, vem realizando mutirões para fazer andar a fila de espera por cirurgias ortopédicas que, atualmente, conta com 89 pacientes.  Na terceira edição, que aconteceu neste final de semana, o mutirão realizou 16 procedimentos. Segundo a secretária municipal de Saúde, Magnilde Albuquerque, a cidade está perto de zerar essa fila.

“Estamos bem próximo de zerar a fila das cirurgias ortopédicas que aguardavam há muito tempo no HU, liberando os pacientes para irem para casa e os leitos do hospital para receber novos atendimentos”, frisou a secretária, durante entrevista ao programa Opinião, da Rádio Grande Rio AM, nesta segunda-feira, 15.

Magnilde ressaltou ainda a importância do trabalho de conscientização da sociedade. “Estamos reforçando e trabalhando, nesses primeiros meses de gestão, a questão da educação. A população precisa se conscientizar em relação à prevenção à saúde e, principalmente, à prevenção de acidentes”, frisou a titular da Pasta.

De acordo com a diretora técnica em Saúde, Ana Carolina Freire, os procedimentos ortopédicos, principalmente na região, ficam entre as principais demandas, já que existe um alto índice de acidentes com motociclistas. “É o nosso terceiro mutirão. Em menos de um mês já realizamos 53 procedimentos. A proposta da saúde municipal é aumentar o número de cirurgias semanalmente e realizar o mutirão duas vezes por mês. O município está disponibilizando a equipe médica e instrumentadores. Em parceria com o HU, estamos trabalhando para resolver essa demanda ortopédica”, acrescentou. (Foto: Ascom)

Mutirão de cirurgias ortopédicas tem sua segunda edição em Petrolina

A segunda edição do mutirão de cirurgias ortopédicas em Petrolina está agendada para este sábado, 22. A ação é realizada através de uma parceria entre a Secretaria de Saúde e o Hospital Universitário (HU). A iniciativa ajudará a reduzir a lista de espera que, desde o ano passado, conta com 105 pacientes. Nessa segunda edição, o mutirão atenderá 20 pacientes.

De acordo com a diretora técnica em saúde, Ana Carolina Freire, os procedimentos ortopédicos, principalmente na região, ficam entre as principais demandas, já que existe um alto índice de acidentes com motociclistas.

“Realizamos o primeiro mutirão há duas semanas, com 20 procedimentos, e a nossa proposta é aumentar o número de cirurgias semanalmente. O município está disponibilizando a equipe médica e instrumentadores. Em parceria com o HU, estamos trabalhando para resolver essa demanda ortopédica com celeridade, porém com muito profissionalismo e competência”, explicou.

A secretária municipal de Saúde, Magnilde Albuquerque, reforça que a realização de mutirões é a forma mais rápida de eliminar as diversas filas do município. “Recebemos o município com vários procedimentos parados e muitas pessoas sofrendo há vários meses, a ortopedia é uma das nossas demandas mais urgentes. Eliminar essas filas está sendo uma das prioridades da Secretaria de Saúde”, concluiu. (Foto: Ascom)

Hospital Universitário realiza mutirão de cirurgia ortopédicas

mutirao-cirurgias-hu

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) promoveu ontem (30/11) no Hospital Universitário (HU) em Petrolina um mutirão de cirurgias, exames e consultas ambulatoriais. O objetivo foi reduzir a fila de espera dos hospitais universitários federais e do Sistema Único de Saúde (SUS).

De acordo com a assessoria, foram realizadas 21 cirurgias eletivas de média e alta complexidade. Uma equipe de quase 26 profissionais – entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem- trabalhou durante todo o dia para realizar os procedimentos. A iniciativa reduziu 33% da lista de espera de pacientes internados.

Roseânea Pereira, que aguardava o retorno de seu cunhado do bloco cirúrgico, elogiou o atendimento e a iniciativa da unidade médica. “Foi muito importante, muito positivo esse mutirão. Meu cunhado teve todos os atendimentos necessários aqui no HU, toda a equipe é muito eficiente e humana. Ele já havia feito uma série de procedimentos e o mutirão ajudou a finalizar esse processo. Agora ele terá a oportunidade de se recuperar e voltar para o mercado de trabalho”, disse.

Atualmente, a rede EBSERH conta com unidades filiadas em todo o país, sendo quatro na região Norte, 17 na região Nordeste, cinco na região Centro-Oeste, sete na Sudeste e seis no Sul. Já são mais de 20 mil empregados contratados pela estatal, via concurso público federal. O número ainda pode aumentar com as convocações feitas esta semana, que totalizaram mais de 2.600 pessoas. Os profissionais ajudam a melhorar a assistência à população, o ensino e a pesquisa nas unidades hospitalares. (foto/divulgação)

Prefeitura de Petrolina e Ebserh firmam parceria para mutirão de cirurgias ortopédicas no HU

reunião lossio presidente ebserh2

Em reunião nesta quinta-feira (22), o prefeito de Petrolina Julio Lossio e a secretária municipal de Saúde, Lucia Giesta, firmaram parceria com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para a realização de um mutirão de cirurgias ortopédicas no Hospital Universitário de Petrolina (HU). O município fará a cessão de cirurgiões ortopédicos e médicos anestesistas para zerar a fila de espera do HU, que hoje conta com 73 pacientes aguardando cirurgias.

Durante o encontro, que contou com a participação do presidente da Ebserh, Newton Lima, do reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Julianeli Tolentino, e do superintendente do HU, Ricardo Pernambuco, Lossio destacou a importância do hospital para a região. “O Hospital Universitário presta um serviço muito importante para a nossa cidade e vamos continuar colaborando e estabelecendo parcerias que contribuam com o seu fortalecimento. Quem ganha com isso é a nossa população, que terá a sua assistência garantida“.

O município de Petrolina tem sido um parceiro fundamental do Hospital Universitário. Agradeço ao prefeito Julio Lossio por tudo o que tem feito, desde o projeto de lei que resultou na doação do hospital para a União, até essa nova parceria. Aprovamos juntos mais uma proposta que visa a acabar com a fila de espera das cirurgias de ortopedia do município e, ao mesmo tempo, resolver o nosso problema da falta de anestesistas“, frisou o presidente da Ebserh, Newton Lima.

Contratação de profissionais

Na próxima semana, segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, Lúcia Giesta já deve iniciar o processo de contratação de profissionais para o mutirão. “Estamos trabalhando com agilidade para que possamos resolver esta situação com celeridade. A partir de segunda-feira iniciaremos uma agenda para contratação dos cirurgiões e anestesistas e a expectativa é que o mutirão aconteça logo em seguida“, contou a gestora. (foto/divulgação)

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br