Depois de prorrogadas, inscrições para o pré-vestibular Universidade para Todos terminam hoje na Bahia

Após serem prorrogadas pela Secretaria de Educação da Bahia, as inscrições para o curso Universidade Para Todos (UPT) terminam nesta segunda-feira (12) em todo o Estado. O curso é preparatório para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Estão sendo ofertadas 16.400 em mais 228 localidades da Bahia, inclusive em Juazeiro. A ação é desenvolvida em parceria com as universidades estaduais Uneb, UEFS, UESB e UESC. As inscrições serão realizadas, exclusivamente, no Portal da Educação (educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos).

Poderá concorrer a uma vaga o candidato que for egresso do Ensino Médio das redes estadual ou municipal da Bahia. Também podem concorrer aqueles de uma das redes, matriculados em 2017 nas seguintes situações: 3º ano do Ensino Médio Regular ou suas modalidades correspondes, do 4º ano da Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio ou suas modalidades correspondentes. Todos estes estudantes precisam ter concluído o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes), e a 1ª e 2ª séries do Ensino Médio Regular ou modalidades correspondentes nas redes estadual ou municipal no Estado da Bahia.

A seleção é feita através das médias de Português e de Matemática que são lançadas pelo candidato no ato da inscrição e conferidas no ato da matrícula. A matrícula será realizada entre os dias 3 a 7 de julho, no local e turno que o aluno optou para estudar. Para se matricular, é preciso apresentar cópia e original do CPF, RG (Carteira de Identidade), comprovante de residência, além do Histórico Escolar do Ensino Médio e do Ensino Fundamental II. As aulas começam no dia 3 de julho e vão até dezembro de 2017.

Curso

O UPT oferece aulas regulares, de segunda a sexta-feira, de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o Enem, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.

Inédito na região, Sistema de Avaliação pretende melhorar a qualidade do ensino em Petrolina

Um sistema de avaliação de ensino inédito na região e pouco utilizado no Brasil vai ser colocado em prática na maior cidade do Sertão de Pernambuco. O Sistema Avaliação de Petrolina (SIAP) vai atender às diretrizes da nova política pedagógica, que visa, entre outras ações, à alfabetização plena dos estudantes no segundo ano do ensino fundamental.

É uma avaliação inédita. Um instrumento nunca utilizado em Petrolina e pouco usado no Brasil. Através de instrumentos pedagógicos vamos avaliar os níveis de leitura de palavras, frases e textos dos mais dos 10.391 alunos dessa faixa”, explica Cristiano Borges, diretor de dados e normatização da Secretaria Municipal de Educação.

Cristiano reforça que a avaliação vai contribuir para o processo de aprendizagem dos estudantes, como também servirá para orientar os trabalhos dos gestores e professores. “A avaliação produzirá indicadores que contribuirão para o processo ensino aprendizagem, propondo, também, estratégias de intervenção pedagógica em tempo hábil, de forma que possa servir como instrumento norteador aos trabalhos dos gestores, coordenadores pedagógicos, professores e, consequentemente, ao sucesso dos alunos”, frisa.

Avaliações

Entre os dias 19 e 28 deste mês, 70 avaliadores vão percorrer 78 unidades escolares nas turmas de 1º e 2º ano, 463 ao total, aplicando um instrumento de avaliação oral. Segundo a secretária de Educação, Maéve Melo, as avaliações que serão feitas pelo SIAP com os estudantes têm como finalidade fornecer informações consistentes, periódicas e comparáveis sobre a situação da Educação no município. “Esse monitoramento será capaz de orientar os agentes nela envolvidos quanto ao monitoramento das políticas voltadas para a melhoria da qualidade do ensino”, comenta.

Começam matrículas para aprovados no Sisu do segundo semestre

Os candidatos aprovados na segunda edição de 2017 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já podem realizar a matrículas nas instituições de ensino. O período de matrícula começou ontem (9) e vai até a próxima terça-feira (13). A lista dos aprovados está disponível no site do programa.

O candidato selecionado pelo Sisu deve verificar na instituição de ensino em que foi aprovado o local, horário e procedimentos para a matrícula. Caso não tenha sido selecionado, o estudante pode se inscrever para participar da lista de espera.

O Sisu terá uma única chamada e a inscrição para a lista de espera estará disponível até 19 de junho. A convocação será feita pelas instituições a partir do próximo dia 26. Já os estudantes que queiram fazer transferência de curso precisam buscar informações diretamente nas universidades, uma vez que a regulamentação para esse tipo de procedimento é feita pelas próprias instituições.

No processo seletivo referente ao segundo semestre deste ano, 935.550 candidatos se inscreveram, totalizando 1.797.386 inscrições – já que cada participante podea optar por até dois cursos.

O Sisu oferece vagas no ensino superior público com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ao todo, foram ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais. (fonte: Agência Brasil)

Alunos de escola na Zona Rural de Juazeiro perdem competição de xadrez por ‘WO’ e Secretaria de Educação é criticada

Mais uma crítica referente à 39ª edição dos Jogos Escolares de Juazeiro (BA) chegou ao Blog. Depois do professor Ícaro Reis, um grupo de alunos da Escola Raimundo da Cunha Leite, na zona rural, lamentou o fato de a Secretaria de Educação do município não ter enviado transporte para levar alunos do estabelecimento de ensino para a disputa do Campeonato de Xadrez, ontem (9). Resultado: como não apareceram, eles acabaram perdendo por ‘WO’, gerando indignação na turma, que desabafou em forma de manifesto.

Confiram:

Queremos parabenizar a Secretaria de Educação de Juazeiro por deixar os alunos da Escola Raimundo da Cunha Leite perderem por ‘W.O’ na competição de Xadrez do 39° Jogos Escolares de Juazeiro, nesta sexta-feira, dia 9/06. Afinal, “não tinha como mandar um ônibus para apenas 3 alunos”.

Alunos estes que estavam na hora marcada esperando o transporte; alunos estes que vinham se preparando há algum tempo para essa competição; alunos estes que tiveram que voltar para suas casas, pois só foram avisados que o transporte não iria ser disponibilizado em cima da hora.

Podemos analisar aí o grande (des)incentivo como objetivo deste projeto e a (des)valorização do alunado do interior, que tem seu acesso negado aos projetos culturais e esportivos por pura falta de aviso da parte da Secretaria de Educação. Vale lembrar que o documento solicitando este transporte foi encaminhado ao setor responsável com antecedência.

O Blog deixa espaço reservado a algum representante da Seduc que deseje se manifestar sobre o assunto.

Palestra sobre comportamento autodestrivo de crianças e jovens será realizada em Petrolina

Gestores e alunos de rede pública de ensino de Petrolina se reunirão na próxima segunda-feira (12), no Fórum Dr.Manoel Francisco Souza Filho, Centro da cidade, para um diálogo promovido pela Vara da Infância e Juventude. O evento terá como tema “Comportamento autodestrutivo na infância e adolescência e o papel do educador”, e ocorrerá das 8h às 12h, no Salão do Júri, localizado no 1º andar do fórum.

Foram convocados um representante da gestão e um aluno para serem multiplicadores dos procedimentos adotados nesses tipos de ocorrência. A Vara da Infância e juventude, neste ano, já recebeu mais de 60 casos de suspeita de automutilação de jovens nas escolas da cidade.

Para a psicóloga da unidade, Andrea de Gois Alcântara, é importante promover esse contato com as escolas em razão da recente discussão em torno de conteúdos da internet que estimulam a vitimização de crianças e adolescentes. “O número de casos encaminhados pelas escolas fez acionar uma alerta e precisamos desenvolver ações que visem a proteger a integridade física, social e psicológica dos jovens”, explica a psicóloga.

As palestras serão ministradas pelo Professor do Colegiado de Psicologia da Univasf e Doutor em Educação, Marcelo Silva de Souza Ribeiro; pelo Professor do Colegiado de Pedagogia da UPE e pós-doutor na mesma área, Odair França de Carvalho; e pelo Professor do Colegiado de Direito da Facape, Edson Jorge Pacheco, que também é perito da Polícia Federal e Mestre em Perícias Forenses.

Professor manifesta repúdio contra organização e arbitragem de xadrez na 39ª edição dos Jogos Escolares de Juazeiro

Indignado com o que considerou “falta de organização e de respeito”, o professor Ícaro Reis criticou duramente, numa nota de repúdio enviada a este Blog, a 39ª edição dos Jogos Escolares de Juazeiro (BA) na modalidade de xadrez.

Confiram:

Em virtude da falta de respeito, consideração e responsabilidade que a Secretaria de Educação e Juventude (SEDUC), através da Superintendência de Juventude tem com os alunos, pais e professores, venho através dessa nota, manifestar o nosso desapontamento e revolta devido a organização e realização dos Jogos Escolares na modalidade xadrez Pré-Mirim (Masculino e Feminino). Um evento que tinha como objetivo promover o esporte de forma saudável e justa, com uma troca de aprendizagem de ambas partes, acabou acontecendo totalmente o contrário. Mostrando o quando que as escolas “tradicionais” de Juazeiro exercem papel regulador e moderador, perante às escolas municipais, no qual o poder monetário pode interferir no julgamento e nos resultados obtidos dentro da competição.

Como professor voluntário, sei o quanto é difícil implementar um estudo de xadrez numa comunidade como o Alto do Cruzeiro, um bairro periférico marcado pela desigualdade, e miséria. Vivemos com as dificuldades todos os dias, não ter aula toda semana por não ter guarda, não ter material suficiente para termos aula, entre outros problemas que nos fazem sofrer e lutar cada vez mais para procurar melhores desempenhos nas competições em que participamos. 

Ao final de um ano de dedicação, chegamos para participar da 39º edição dos Jogos Escolares de Juazeiro, nos deparamos com um campeonato mal organizado, sem microfone, e com apenas dois árbitros para dar conta de mais de quarenta crianças. Contudo, os mesmos árbitros que tinham como objetivo ficar atento as suas responsabilidades, mostraram a incapacidade e a inexperiência, perante as regras do xadrez básico, dando vitórias erradas e aplicando regras inexistentes nos jogos. Quem sofre com isso? As escolas tradicionais? Não mesmo, as escolas municipais e públicas. Pode um subalterno falar? Realmente não.

Atrelado à inexperiência dos árbitros, tivemos um treinador de uma escola particular de Juazeiro, que capciosamente ficava próximo às mesas de seus atletas, orientando seus alunos quando o árbitro que tinha como obrigação punir, fingia não ver, por se tratar de uma escola “tradicional”, e quando foi advertido por um outro técnico que percebeu tal “malandragem”, no qual o técnico induzia uma criança de outra equipe a abandonar o jogo contra sua aluna, dizendo que havia xeque-mate, garantindo assim uma vitória para a equipe “tradicional”, vendo isso tal situação, outro técnico percebeu a atitude, chamou o árbitro. Para a surpresa de todos, ao invés de punir e seguir o jogo, o árbitro, perdido como sempre, decretou vitória para a equipe “tradicional”, fazendo a aplicação da regra inversamente. Assim, percebe-se o quanto que não existem valores e a camisa sempre vai pesar. Por que iria marcar a vitória para uma escola municipal?

Desse modo, nota-se o quanto que ainda existe despotismo das escolas particulares, diante das públicas, realidade que nunca muda, tornando cada vez mais indignante essa situação. Foi citado apenas um caso na competição de hoje. Houve mais de três e todos envolvendo tal escola particular e outras públicas e municipais que participaram do campeonato, sendo novamente prejudicadas.

Escrevo-lhes com a humildade, responsabilidade e o cuidado de sempre, sem querer ser dono de verdade, apenas mostrando minha indignação, registrada através desta nota de repúdio com a qual exigimos uma retratação formal da referida instituição.

Ícaro Reis/Professor

PROERD do 5º BPM realiza formatura de estudantes daqui a pouco

Uma solenidade da Polícia Militar do Pernambuco (MPPE), através do 5º Batalhão e da Coordenação Estadual do Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD), marcada para às 9h desta sexta-feira (9), no Ginásio do Sesc Petrolina, marcará a formatura de alunos no programa.

O PROERD inclui a orientação de alunos de 8 a 16 anos, em ambiente escolar, ministrada pelo Grupo de Prevenção (GPREV) da PM, pela qual cada turma é formada em três meses. A filosofia do programa baseia-se na utilização do policial fardado, no papel de orientador, sobre a prevenção às drogas em escolas. (foto/arquivo Blog)

Sesc-PE abre inscrições para Programa Especial de Bolsa Estágio com vagas para municípios do Sertão

Já estão abertas as inscrições para o Programa Especial de Bolsa Estágio 2017 do Serviço Social do Comércio de Pernambuco (Sesc-PE). São 47 vagas para contratação e cadastro reserva em todo o Estado. No sertão, as oportunidades são para Petrolina, Arcoverde, Bodocó, Triunfo e Araripina. A inscrição pode ser realizada até 15 de junho, exclusivamente pelo site da instituição www.sescpe.org.br.

Podem concorrer estudantes de graduação cursando os quatro últimos períodos de Administração, Artes Visuais, Turismo, Música, Ciências Contábeis, Serviço Social, bacharelado em Educação Física, Pedagogia, Letras, Nutrição e Química; e o técnico, no segundo ou terceiro período de Segurança do Trabalho. Os cursos devem ser reconhecidos legalmente pelos órgãos estaduais e federais.

Além disso, é necessário que os candidatos tenham conhecimento básico em windows, word, excel, power point e internet, além de disponibilidade para estagiar por 4 horas diárias ou 20 por semana. O período do programa é de julho a dezembro deste ano, em um dos três turnos. As áreas de atuação, quantidade de vagas e horário de estágio variam de acordo com o quadro de vagas descrito no edital.

Os aprovados para estágio de nível superior vão receber bolsa no valor de R$ 656 e ode nível técnico, R$ 430. Ambos terão auxílio-transporte e recesso remunerado proporcional ao período de estágio. A seleção vai acontecer em etapas, que vão considerar análise do histórico escolar, entrevista coletiva e prova prática de informática (somente para os cursos de Administração e Segurança do Trabalho). O resultado de cada fase será divulgado no site da instituição e/ou nas unidades, e os selecionados começarão a estagiar a partir do dia 13 de julho deste ano.

Professores da rede estadual de Petrolina participarão amanhã de encontro sobre saúde mental na escola

Os professores da rede estadual de Petrolina se reunirão, na tarde desta sexta-feira (9), com psiquiatras para discutir o bem-estar e a saúde mental dos jovens. O encontro com docentes dos ensinos Fundamental II e Médio tem por objetivo ajudar os profissionais a identificar sinais de bullying, depressão na adolescência e até mesmo tentativas de suicídio entre os estudantes. A roda de conversa terá início às 14h, no auditório da Gerência Regional (GRE)/ Sertão Médio São Francisco – localizado na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, bairro Vila Eduardo, zona oeste da cidade.

De acordo Dr. Edésio Lira, psiquiatra e vice-presidente da Sociedade Pernambucana de Psiquiatria (SPP), o foco deste encontro está, primeiramente, nos professores porque o jovem passa a maior parte do seu dia na escola e os docentes podem ajudar a identificar os sinais de algum transtorno mental. A ideia é que, dessa forma, o professor possa dar o suporte e a orientação que o estudante precisa.

Além do Dr. Edésio Lira, participarão do encontro com os professores os doutores Everton Botelho, psiquiatra e professor da Universidade Federal de Pernambuco, e Cláudia Pires, psiquiatra e pesquisadora do Grupo de Estudos da Prevenção ao Suicídio da UFPE.

Simpósio médico

O encontro com professores da rede estadual de ensino é uma atividade extra na programação do III Simpósio Os Desafios da Assistência Psiquiátrica no Agreste e Sertão que será realizado nos dias 9 e 10 de junho, no auditório da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape). O evento, que já foi realizado em Caruaru e Garanhuns nos anos de 2015 e 2016, respectivamente, visa a troca de experiências, conhecimento e o contato entre estudantes e profissionais de Medicina para a valorização da Saúde Mental e o bem estar da população. (foto/Ilustração)

Divulgado 5º remanejamento da UPE e lista do Sisu

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou a listagem do quinto remanejamento do Processo de Ingresso 2017 para segunda entrada, com 79 candidatos remanejados. Foi publicada, ainda, a quinta lista de convocados, a partir da lista de espera, do Sistema de Seleção Simplificada (Sisu), com 102 nomes. A lista completa pode ser conferida acessando aqui.

Os feras deverão realizar suas matrículas nesta sexta-feira (9). Os candidatos que não efetivarem suas matrículas no dia determinado serão eliminados automaticamente. Os candidatos classificados nos cursos oferecidos no Interior deverão se dirigir às unidades correspondentes aos cursos ao qual se inscreveram.

• Campus Petrolina, BR 203, Km 2 – Vila Eduardo – Petrolina, Fone: (87) 3866-6470;

• Campus Arcoverde, Rua Gumercindo Cavalcanti, s/n – São Cristovão – Arcoverde – Fone: (87) 3822-6626;

• Campus Salgueiro, Av. Verimundo Soares, s/n, Km 511, BR 232 – Salgueiro, Fone: (87) 3871-8707;

• Campus Serra Talhada, Av. Afonso Magalhães, s/n – Nossa Senhora da Conceição – Serra Talhada, Fone: (87) 3831-2311.

O candidato deverá apresentar no ato da matrícula 2 (duas) fotos 3×4 atualizadas, e ainda, original e fotocópia ou, apenas, fotocópia autenticada dos seguintes documentos:

• Cédula de identidade;

• CPF;

• Certificado de conclusão do ensino médio com respectivo histórico escolar. Para cotista, o histórico escolar deve comprovar que estudou os três anos do ensino médio e os anos finais do 6o ao 9o (antiga 5a a 8a serie) do ensino fundamental em escola pública estadual ou municipal;

• Certidão de nascimento ou de casamento;

• Título de eleitor e comprovante de votação;

• Para homens, prova de quitação do Serviço Militar, se maior de 18 (dezoito) anos.

Encontro promovido pela Fundaj debaterá em Juazeiro cenário atual e perspectivas para semiárido e educação

O município de Juazeiro (BA) sediará na próxima semana – dias 12 e 13 de junho – um encontro cujo tema será “Semiárido e Educação: ontem, hoje e perspectivas”. O evento será realizado no auditório multieventos da Universidade do Vale do São Francisco (Univasf).

A proposta é reunir 25 pessoas vinculadas à área da educação e contar suas experiências nos diferentes contextos do semiárido brasileiro. Ao final da reunião, um documento será formulado para propor algumas ações e encaminhado ao Ministério da Educação, tendo como objetivo a criação de uma política pública para desenvolver novas perspectivas para a região.

Durante os dois dias do evento, serão apresentadas experiências educacionais que obtiveram êxito e que serão referências para a base da proposta apresentada ao MEC. “Foram mais de 72 convidados, mas ainda não há o número exato de escolas que serão contempladas com a proposta”, disse Janirza Cavalcanti, pesquisadora da Fundaj e uma das organizadoras do evento.

As soluções que serão encontradas após as apresentações dos trabalhos se baseiam na Educação Contextualizada, proposta desenvolvida pelo educador Paulo Freire. “A Educação Contextualizada é uma forma de ensino que aproxima a cultura da região com a pessoa que aprende. É um ensino revestido da identidade do aluno”, explicou Edilene Pinto, pesquisadora e uma das organizadoras do encontro.

Na opinião do professor adjunto e coordenador do programa de pós-graduação em Educação da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Edmerson dos Santos Reis, a proposta de Paulo Freire é importante porque devolverá ao aluno do semiárido o conhecimento da sua própria cultura com narrativas hegemônicas que desconsideram os contextos e suas singularidades. “Queremos acabar com a única ordem, uma única perspectiva de construir o saber, disseminando uma sociedade única que subverte os valores, as histórias, a cultura e os sujeitos a um modelo predador de desenvolvimento alienante”, afirmou o professor. A programação do evento pode ser conferida no link encontro Fundaj em Juazeiro.

Secretaria de Educação de Petrolina contesta mãe de aluno sobre falta de professores no antigo Caic

A Secretaria de Educação de Petrolina (Seduc) afirmou, por meio de nota enviada pela assessoria ao Blog, que a reclamação de uma mãe de aluno, referente à falta de professores na Escola Nossa Senhora Rainha dos Anjos (antigo Caic), localizada na Cohab Massangano (zona oeste da cidade), “não condiz com a realidade”.

De acordo com a Seduc, não existe nenhum espaço em aberto em seu quadro de professores. No Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Nossa Senhora Rainha dos Anjos também não tem nenhuma lacuna de professores.

Nesta semana, a unidade começou a receber novos alunos de Pré I e II, vindos da Nova Semente unidade Florescer, e organizaram uma nova turma no turno vespertino. A modificação, explicou a Seduc, foi informada à gestora do Nova Semente de forma prévia, que teve como responsabilidade orientar os pais. A turma está em funcionamento com a atuação dos professores, como determina a Lei. “Em tempo, a Seduc reafirma seu compromisso de garantir matrícula a todos os estudantes de Petrolina”, encerra a nota.

Assaltos em imediações de escola de Petrolina geram medo a alunos e professores

O medo virou uma rotina incômoda para estudantes e professores da  Escola Eduardo Coelho (antigo Polivalente), localizada no Bairro São José, área central de Petrolina. Os constantes assaltos, sobretudo no turno da noite, tem gerado muita insegurança.

Uma aluna da escola, que prefere o anonimato, informou que o trecho mais perigoso fica num beco de acesso ao portão de trás do estabelecimento de ensino. Pelo fato de a área ser pouco movimentada, a ação de bandidos tem sido comum. Eles geralmente abordam as vítimas de moto e até de bicicleta.

Uma amiga minha já foi assaltada por dois homens que lhe pediram o celular, mas ela percebeu a aproximação deles e jogou o aparelho num mato ali perto, antes de ser assaltada. Ela saiu gritando porque reconheceu um deles, e só não morreu porque o outro bandido não atirou na menina como queria o comparsa dele”, completou.

A estudante afirmou ainda que a diretoria desconfia de que essas pessoas estejam acessando a escola, sem que ninguém desconfie, para monitorar o dia a dia dos alunos e professores. Por receio de sofrer represálias dos bandidos, as vítimas acabam não prestando queixa, e o resultado acaba refletindo na sala de aula. “De 30 alunos, no máximo estão vindo dez para a escola”, completou a jovem, acrescentando que pensa em sugerir à diretoria uma manifestação cobrando mais segurança na área.

5°BPM

A reportagem do Blog ouviu o Comando do 5°Batalhão de Polícia Militar (BPM), o qual afirmou que as rondas acontecem periodicamente naquela área. A instituição também ressaltou já ter recebido ocorrências da diretoria da escola, a exemplo de pessoas que utilizam a quadra sem permissão. O batalhão destacou ainda que, em casos mais graves, a diretoria do estabelecimento precisar enviar um ofício para o comando tomar ciência desses fatos. O comando mencionou ainda a Patrulha Escolar, que começará as atividades brevemente e vai ajudar a reforçar a segurança dos alunos.

Comunitária lamenta falta de professores no Caic da Cohab Massangano

A escola do Caic da Cohab Massangano, Zona Oeste de Petrolina, está sendo criticada por não ter professores disponíveis para novas turmas. Em contato com o Blog, uma mãe (que prefere o anonimato) não escondeu a revolta diante dessa situação.

Cheguei ao Caic pra deixar minha criança, e a gestora virou pra mim e disse que é pra eu levar os documentos, que ela vai ligar pra prefeitura pra ver se tem algum professor disponível. E vai ver se forma a turma. Ainda mais, só tem horário disponível à tarde. Enquanto isso nossas crianças ficam em casa sem estudar”, desabafou.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Educação de Petrolina já tomou conhecimento do fato e deve se manifestar em breve sobre o assunto.

Ouricuri: MPPE recomenda ao município assegurar matrícula de alunos especiais e disponibilizar transporte escolar

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à Secretaria de Educação de Ouricuri, no Sertão do Araripe, que todos os alunos com deficiência tenham a matrícula na rede regular de ensino assegurada, adotando o princípio da inclusão escolar.

Além dessa medida, o MPPE recomendou ainda ao município promover um recenseamento de todas as crianças e adolescentes em idade escolar que estiverem fora da sala de aula, criar uma política de educação inclusiva, capacitar professores e promover a adaptação dos currículos escolares, levando em consideração as particularidades dos alunos.

A outra recomendação trata sobre a disponibilização de transporte escolar para todo o município, independente da distância das residências dos alunos e da quantidade de alunos. O MPPE pede também a criação de uma comissão especial que auxilie na fiscalização e implementação do transporte escolar.

O município tem de informar ao MPPE sobre a adesão ao Programa ‘Caminho da Escola’, do governo federal, quanto à aquisição de veículos próprios, e apresentar, no prazo máximo de dez dias, os contratos firmados dos veículos destinados ao serviço. As informações são da assessoria.

(c) 2015 Blog do Carlos Britto | produzido por proximavenda.com.br