Armando Monteiro Neto e seu dilema para 2018

1

Desenhando-se como virtual nome para disputar novamente o Palácio do Campo das Princesas nas eleições 2018, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) cada vez mais vai ratificando essa condição. Na última semana, por exemplo, ele voltou a bater forte no PSB de Pernambuco, ao afirmar ao radialista Geraldo Freire que o Estado “sofre com a falta de liderança”.

Por outro lado, o petebista não só elogiou o trabalho dos ministros Mendonça Filho (Educação) e Bruno Araújo (Cidades), como admitiu uma possível aliança com ambos. Talvez Armando Monteiro já tenha consciência que uma união com o PT, a exemplo do que ocorreu em 2014 – quando concorreu ao governo estadual e foi derrotado por Paulo Câmara (PSB) – dificilmente se repetirá. Até mesmo pelo provável projeto majoritário dos petistas.

Mas Armando terá de estudar muito bem as peças desse xadrez político. Se ele encarar mais uma vez o desafio de se candidatar a governador, terá de abrir mão da reeleição ao Senado. E poderá acabar sem as duas coisas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome