Advogado de suspeito de apagar imagens do Caso Beatriz diz que cliente não vai se entregar e explica motivos

18
Imagem divulgada pela Polícia Civil de Pernambuco que mostra suspeito no Colégio Auxiliadora. (Foto: Divulgação)

O advogado Wank Medrado, que faz a defesa de Allinson Henrique de Carvalho Cunha, suspeito de ter apagado imagens de câmeras de segurança do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, confirmou a este Blog que seu cliente não vai se entregar à polícia, mesmo após o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decretar a sua prisão preventiva.

Wank explicou que entrou com um recurso e, “por enquanto, ele [Allinson] vai aguardar o julgamento“. A apreciação desse recurso, segundo Wank, só deverá acontecer em 2019, “talvez depois do Carnaval“.

A reportagem questionou como ficaria a situação de Allinson, caso a polícia chegue até ele com o mandado de prisão em mãos, ou se essa eventual detenção seria arbitrária. Sobre isso, o advogado respondeu que “a prisão não é arbitrária porque há uma ordem do tribunal“.

Questionamos, também, como ficará a situação do suspeito, uma vez que a delegada Polyana Neri, responsável pelas investigações do Caso Beatriz, já disse que ele está na condição de “foragido“. Wank Medrado respondeu que “essa expressão [foragido] foi cunhada pela imprensa” e que “o STF permite a impugnação da decisão que decretou a prisão, sem a necessidade de se entregar para ser preso“.

Decreto de prisão

O TJPE decretou a prisão do Allinson Henrique na quarta-feira (12), reformando a decisão da juíza de primeiro grau de Petrolina, Elayne Brandão, que havia negado a prisão em julho deste ano. Allinson nega a acusação de ter apagado imagens do sistema de videomonitoramento do dia do assassinato de Beatriz Angélica Mota, ocorrido em 10 de dezembro de 2015.

18 COMENTÁRIOS

  1. A policia não descobriu ainda o local onde a menina foi assassinada.
    Não existia sangue no local.
    Mais de 40 facadas
    Cadê o sangue ?
    O asassino também se sujou é obvio.
    Se limpou, trocou de roupa e ninguém viu ?

  2. Se esse camarada que está sendo acusado de apagar imagens do HD (Dispositivo de armazenamento das imagens), apagou mesmo, é fácil saber e recuperar essas imagens, através de uma pericia forense.

  3. Essa justiça é uma vergonha…imagens são apagadas 20 dias após o crime e só agora veem tomar essa decisão…lamentável..mas vivemos num país sem leis..a não ser que não seja amigo do juiz..

  4. PERGUNTAR NÃO OFENDE: DIANTE DE TAMANHOS INDÍCIOS E EVIDÊNCIAS, POR QUE O JUIZ DE 1º GRAU NEGOU A PRISÃO DE ALISSON? E POR QUE UM CRIME TERRÍVEL E BRUTAL NÃO HOUVE PRISÕES DIANTE DE TANTOS INDÍCIOS? A DIREÇÃO DA ESCOLA VAI CONTINUAR DE LARGO? E A FORÇA TAREFA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE PE, SUMIU? POR QUE DEIXARAM LUCINHA E SANDRO SOZINHOS NESTA LUTA POR JUSTIÇA? SERÁ SE, NO BRASIL, O CRIME COMPENSA??? SÃO PERGUNTAS QUE A SOCIEDADE EXIGE RESPOSTAS CONCRETAS DAS AUTORIDADES COMPETENTES!

  5. OLHA, O QUE SE VER É PESSOAS JULGANDO, COMO SE FOSSE DEUS,
    NAO SEI SE ALISON É CULPADO OU NAO, MAS O QUE EU VEJO É UMA JUSTIÇA INCOMPETENTE, POIS DEVIA TER PEGO LOGO ESSAS IMAGENS, AGORA QUE ESTAO APAGADA APOS MUITOS DIAS DO CRIME QUEREM UM SOLUÇÃO A TODO CUSTO PARA QUE MOSTRE CASO RESOLVIDO, O QUE ME PARECE É QUE ELE PRESTA SERVIÇOS EM EQUIPAMENTOS ELETRONICOS, E A AREA DE IMAGENS TALVEZ NAO FAZ PARTE DO SEU SERVIÇO, PODE TER SIDO ALGUÉM DO COLÉGIO QUE APAGOU ESSAS IMAGENS. EU MESMO TENHO AQUELA DUVIDA,,, PORQUE O COLEGIO MARIA AUXILIADORA VOLUNTARIAMENTE NAO CEDEU AS IMAGENS A POLICIA PARA VER QUEM COMETEU O CRIME??

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome