Vereadora de Lagoa Grande (PE) afirma ter sido agredida por secretário quando tentava fiscalizar postos de saúde

7

Lafaiete, okA promessa do secretário de Saúde de Lagoa Grande (PE), Carlinhos Ramos, de que os postos seriam abastecidos com remédios já no início desta semana, acabou causando uma grande confusão envolvendo a vereadora de oposição, Edneuza Lafaiete (PTB).

A vereadora afirma ter sido agredida pelo secretário enquanto tentava fiscalizar se os medicamentos estavam, de fato, disponíveis nos postos.

Durante a sessão no dia 1º, o secretário garantiu que até terça-feira (2) os postos seriam abastecidos. Eu fui fiscalizar e fui proibida de ter acesso à farmácia dos postos. Então saí do posto e fui até o hospital, onde estava o secretário. Quando cheguei para conversar com ele, havia duas pessoas chorando no hospital. Aí eu o orientei a ver o que estava acontecendo, quando ele me agrediu”, relatou.

Ao Blog, Edneuza contou que a atitude de Carlinhos foi desnecessária e grave. “Ele me chamou de louca e obcecada. Disse que eu estava tentando fazer política com a saúde e que ia me internar num asilo. Mas meu papel é esse, fiscalizar. A população cobra e eu preciso saber o que está acontecendo”, lamentou.

A vereadora garante ainda que todas as agressões foram gravadas e agora ela acionará o Ministério Público Estadual. “Vou acionar o Ministério Público, porque eu simplesmente estou impedida de realizar o meu trabalho”, finalizou.

O Blog já tentou contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Lagoa Grande e reserva espaço para um posicionamento do secretário.

7 COMENTÁRIOS

  1. é uma pena secretario que esta acontecendo isso posse a veriadora esta fazendo seu papel é isso que ela tem que r fiscalizar as denucias parabéns veriadora pelo o seu trabalho lagoa grande precisava de um(a) veriador(a) assim agora temos você edneuza.

  2. Nossa que ponto esta chegando lagoa grande a cidade da uva e do vinha no nordeste(PE)
    ficar ai meu recado para esses secretario que estão atuado no atual Governo.
    SECRETARIO CADÊ UM BRASIL SEM VIOLENCIA SE OS PROPRIO SECRETARIO SÃO OS VIOLENTES
    VAMOS AGORA FAZER UMA CAMPANHAS NA CIDADE DE LAGOA GRANDE PARA OS SECRETARIO DA CIDADE VIOLENCIA NÃO, FORA DE LAGOA GRANDE.
    Esta ai a veriadora sendo agredida pelo o secretario de saúde da cidade, DEIXE QUE A VERIADORA FISCALIZE JÁ QUE VOCÊS NÃO TEM NADA PARA ESCONDER, MAIS É VERDADE OS PSF NÃO TEM MEDICAMENTOS.

  3. LAGOA GRANDE É UMA CIDADE JOGADA AO LÉO.
    NÃO FALTAM SÓ REMÉDIOS, ALÉM DISSO A SAÚDE DA CIDADE NÃO TEM O MÍNIMO DE CONDIÇÕES POSSÍVEIS PARA TRATAR DA POPULAÇÃO.
    FALTAM REMÉDIOS, MATERIAL PARA CURATIVOS, MATERIAL DE LIMPEZA, MATERIAL PARA O DENTISTA, LUVAS, EM FIM, FICARIA A NOITE TODA AQUI A RELATAR.
    É ISSO QUE DÁ COLOCAREM A FRENTE DA SAÚDE DE UMA CIDADE, UM SIMPLES VEREADOR, LEIGO DE SUAS FUNÇÕES, QUE NÃO TEM SE QUER, UMA PEQUENA NOÇÃO DO QUE SEJA DIRIGIR UMA SECRETARIA DE SAÚDE DE UM MUNICÍPIO.
    E AINDA ALTO SE DENOMINA “SECRETÁRIO”. VOLTE PARA O SEU CARGO DE ORIGEM “SENHOR SECRETÁRIO” , POIS QUEM SABE LÁ VC POSSA RESOLVER O PROBLEMA DE PELO MENOS UMA PESSOA SE QUER, SE ISSO NÃO ACONTECER… É A PROVA LEAL DA SUA IN-COM-PE-TÊN-CIA.
    PARABÉNS VEREADORA CONTINUE ASSIM, VC ESTA´NO CAMINHO CERTO.

  4. Na minha opinião a atitude do Secretário foi errada. Se a Srª Vereadora queria fiscalizar os postos de saúde, o Sr não tinha o direito de agredi-la verbalmente, e muito menos proibi-la porque se ninguém fiscalizar vai continuar a roubalheira em nosso município.
    Vergonha!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome