Vereador de Serra Talhada diz que prefeita reclama de ‘barriga cheia’ e questiona se há crise

por Carlos Britto // 02 de setembro de 2023 às 16:16

Foto: Ascom/divulgação

O vereador Vandinho da Saúde, líder do bloco da Oposição na Câmara de Serra Talhada (PE), no Sertão do Pajeú, ocupou as redes sociais, nas últimas 24 horas, questionando se de fato o Governo Márcia Conrado vem sofrendo após as reduções do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Na semana passada, a prefeita disse que somente no mês de julho houve uma queda de 32% só em uma das parcelas.

Apesar do discurso de crise da prefeita de Serra Talhada e presidente da Amupe, Márcia Conrado (PT), que está liderando um movimento dos prefeitos contra o governo federal por conta da suposta queda do FPM, Serra Talhada teve uma receita maior do que no mesmo período do ano passado. Enquanto até agosto de 2022 foram arrecadados cerca de R$ 39,5 milhões de FPM, até agosto de 2023 Serra Talhada já tinha recebido em seus cofres cerca de R$ 40,6 milhões do Fundo de Participação dos Municípios”, disse Vandinho da Saúde, acrescentando: Olhando ainda para a saúde financeira de Serra Talhada, só nas festividades mais tradicionais da Capital do Xaxado, São João e Festa da Padroeira, a prefeitura municipal fez um investimento de mais de R$ 12 milhões o que mostra que dinheiro não é problema”.

Tática errada

Segundo Vandinho da Saúde, Márcia Conrado vem utilizando uma tática errada com relação aos FPM, pelo fato de estar jogando ‘prefeitos contra os outros’. “Jogar prefeitos contra o governo federal é equivocado, não passa de chantagem. Raquel Lyra conseguiu economizar quase meio bilhão em poucos meses, enxugando gastos. Por que os municípios não fazem o mesmo? Como diz o ditado: estão reclamando de barriga cheia”, concluiu. (Fonte: Farol de Notícias)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Um Petrolinense real, assim foi Fernando, pois uns chamado carinhosamente de besourinho. Eu me lembro muito bem do SAMBOSSA, Fernando,…