Vereador comemora aprovação de projetos para beneficiar jovens infratores e proibindo queima de fogos de artifício em casas de show de Petrolina

1
Vereador Alex de Jesus. (Foto: Arquivo Reprodução)

O vereador pastor Alex de Jesus (PRB) comemorou a aprovação de dois projetos de lei, de sua proposição, na sessão de ontem (12) na Casa Plínio Amorim. O primeiro é o 10/2018, que prevê a fiscalização para evitar queima de fogos de artifícios em ambientes fechados. Alex disse que o projeto foi elaborado devido ao incêndio na Boate Kiss, no Rio Grande do Sul, ocorrido em 2013, que deixou centenas de mortos.

O projeto foi bolado devido ao caso da Boate Kiss, em Santa Maria (RS), para que seja proibida a queima de fogos de artificio dentro de bares, boates e casas de show. Ninguém vai soltar fogos pensando em prejudicar ninguém, mas podem acontecer acidentes. Criamos o projeto e pedimos que a prefeitura venha a fazer esse trabalho de fiscalização. A gente vai ficar cobrando a fiscalização nos locais de eventos“, comentou o vereador.

Já o projeto 057/2018 pretende beneficiar jovens infratores e empresas. “Criamos esse projeto para que as empresas apoiem os jovens infratores. E o que elas vão ter de retorno? A prefeitura dará 10% de desconto em impostos. Esses jovens têm pouca oportunidade, então as empresas darão esse apoio e também será beneficiada, que terá o imposto de renda reduzido“, concluiu Alex de jesus. Ambos os projetos seguirão para sanção do prefeito Miguel Coelho.

1 COMENTÁRIO

  1. ” A prefeitura dará 10% de desconto em impostos. Esses jovens têm pouca oportunidade, então as empresas darão esse apoio e também será beneficiada, que terá o imposto de renda reduzido” Deixa eu ver se entendi: Se um jovem que sempre procurou estudar e ficar longe da criminalidade for contratado por uma empresa, ela não terá nenhum incentivo! Se por outro lado esse jovem cometer atos infracionais, causando transtornos à sociedade, e for contratado por uma empresa, esta terá descontos no imposto, ou seja além do transtorno pelo ato infracional cometido, ainda onera a todos pela redução dos recursos que seriam arrecadados com o desconto. Eu pergunto: Que bosta de lei é essa que incentiva À criminalidade? Os empregos já estão escassos para os cidadãos de bem, aí vem esse vereador e propõe uma asneira dessas! Já não bastam o que os referidos jovens infratores sugam do estado através das casas de custódia, com toda uma estrutura voltada pra eles, agora teremos que ter mais esse prejuízo, com a diminuição da arrecadação? UM ABSURDO!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome