Várias atividades entram na Previdência Social em julho

por Carlos Britto // 05 de abril de 2009 às 20:00

A partir de 1º de julho deste ano, agricultores familiares, indígenas, quilombolas, pescadores artesanais e extrativistas poderão ser incluídos, sem maior burocracia, no sistema de benefícios da Previdência Social. O anúncio foi feito ontem (4), em Manaus, pelo ministro da Previdência Social, José Pimentel.

Classificados como segurados especiais, eles estão incluídos nas ações previstas no planejamento estratégico do sistema previdenciário brasileiro para o período de 2009 a 2015. A expectativa é ampliar, cada vez mais, o número de recebedores dos benefícios pagos. Os pagamentos de salário-maternidade, por exemplo, devem crescer 20% até 2010.

Também queremos formalizar os benefícios previdenciários aos mais de 11 milhões de brasileiros que trabalham como borracheiros, manicures, eletricistas e costureiras, entre outros, para que tenham direito aposentadoria por idade, licença-saúde e salário maternidade, disse o ministro. Para isso eles terão de contribuir com 11% do salário mínimo (R$ 51,15) e assim, ter direito a todos os benefícios.

As medidas fazem parte do Plano de Expansão da Rede de Agências da Previdência Social (APS), que, até 2010, vai garantir a reforma dos postos existentes e a implantação de mais 720 unidades em municípios com mais de 20 mil habitantes que não têm representação do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Mais de R$ 811 milhões estão sendo investidos pelo governo federal para construção de agências, substituição de imóveis alugados, adequação e modernização do patrimônio existente.

Fonte: AE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *