Vale do São Francisco será a primeira indicação de procedência de vinhos tropicais do mundo

0
Foto: Giuliano Pereira/Embrapa

A região do Vale do São Francisco, no Sertão pernambucano, se consolidou como polo produtor de vinhos finos e redesenhou o mapa vinícola do país. A região está cada vez mais perto de dar um importante passo: ter o reconhecimento de Indicação de Procedência (IP) do Vale do São Francisco para vinhos finos tranquilos e espumantes. A IP é uma das modalidades do sistema de Indicação Geográfica, que se refere à região pela produção, fabricação ou extração de determinado produto ou serviço. Vale lembrar que no Brasil, a primeira Indicação Geográfica registrada foi a do Vale dos Vinhedos, responsável por 90% da produção viticultora nacional.

O pedido está em análise no Instituto Nacional da Propriedade Industrial ( INPI ) desde dezembro e, agora, aguarda apenas a última etapa, que é o reconhecimento pelo órgão. Uma importante característica dos vinhos tropicais é que eles podem ser produzidos e comercializados durante o ano inteiro.

Segundo o pesquisador Giuliano Pereira, os vinhos tropicais do Vale do São Francisco são na sua maioria jovens, frescos, aromáticos. Os tipos de produtos autorizados na identificação de procedência são os vinhos tranquilos brancos, tintos e rosés e vinhos espumantes brancos e rosés (bruts, demi-secs e moscatéis), elaborados com 100 % de uvas produzidas na área geográfica delimitada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

7 − um =