Vacina contra HPV começa a faltar nas unidades de saúde de Petrolina. Prefeitura esclarece

0

Rio CorrenteDois dias após o início da campanha de vacinação contra o Vírus Papiloma Humano (HPV), algumas unidades de saúde de Petrolina já estão sem as doses. Segundo denúncias que chegaram ao Blog, em alguns bairros da cidade as mães estariam encontrando dificuldades na hora de imunizar suas filhas.

Durante visita a dois postos na manhã de hoje (12), nossa reportagem comprovou as denúncias. Na Unidade de Saúde da Família do bairro Rio Corrente, por exemplo, já não há doses disponíveis à população. No local, fomos informados pelos funcionários que as vacinas até chegaram à unidade, mas teriam sido insuficientes para atender à demanda logo nos primeiros dias.

Ainda na zona oeste da cidade, no bairro Cohab VI, a situação não é muito diferente. De acordo com as informações dos próprios funcionários, a vacina ainda está disponível, mas em pouca quantidade.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde a situação “está dentro da normalidade” e cabe às Unidades de Saúde informarem a necessidade para, então, receber novas vacinas.

Ainda de acordo com a prefeitura, a Secretaria de Saúde já recebeu um novo pedido do bairro Cohab VI, que terá seu estoque reforçado ainda hoje. Sobre a falta de vacinas no bairro Rio Corrente, a Secretaria assegurou que novas doses serão entregues na unidade na tarde desta quarta-feira (12).

A administração também garantiu que as doses estão disponíveis em todas as Unidades de Saúde da cidade, com exceção de algumas unidades da zona rural, que estão sendo abastecidas aos poucos devido à distância da sede. Meninas de 11 a 13 anos devem tomar as três doses contra o vírus, num intervalo de seis meses, da primeira para a segunda. A terceira deve ser tomada após cinco anos da primeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome