Universidades federais do RJ, SC e Lavras suspendem retorno de aulas presenciais

por Carlos Britto // 10 de janeiro de 2022 às 10:02

Campus da UFRJ/foto: EBC reprodução

As universidades federais do Rio de Janeiro (UFRJ), de Santa Catarina (UFSC) e de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, suspenderam o retorno das aulas presenciais. As decisões foram motivadas pelo aumento de casos de Covid-19.

A Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais do Ensino Superior ainda não concluiu nenhum posicionamento sobre o cenário atual. “Estamos debatendo e analisando os dados para elaborar diretrizes e recomendações no processo de retorno, para que possamos publicar um documento”, informou. (Fonte: Revista Oeste)

Universidades federais do RJ, SC e Lavras suspendem retorno de aulas presenciais

  1. Alexandre disse:

    Triste realidade por parte de alguns, simplesmente não querem mais voltar ao trabalho, anteriormente o motivo era falta de vacina e agora???

  2. Fernando Luís Imhof disse:

    Universidades e Institutos Federais são os últimos covis da esquerda brasileira. Estas instituições foram loteadas para os amigos do Rei ( leia-se Lula e Dilma) com a única função de perpetuar o pensamento comunista na juventude através de sua doutrinação. Farão qualquer coisa para prejudicarem quem não concorda com eles, inclusive comprometerem a educação e futuro de uma geração inteira. Lamento e me revolto com a falta de atitude do Ministério da Educação quanto a este abuso.

  3. Rogério Moura disse:

    Prezado Alexandre:
    De onde tirou isso? A dinâmica de um professor universitário: pesquisa, orientação bancas de defesa de TCC, aulas, avaliações, trabalhos em comissões e setores da administração, experimentos em laboratórios, reuniões, tudo isso feito no modo remoto ficou muito mais difícil. O preconceito é uma venda nos olhos.

  4. Rogério Moura disse:

    Incrível como tem gente que odeia o servidor público, mesmo sendo o professor, profissão digníssima e necessária em um país de ignorantes. Grande esforço foi feito para continuar no ensino remoto, por parte dos alunos também.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *