Uma decisão e uma incoerência

2

13015627_977314378989724_2018904086124912952_nO deputado federal Fernando Monteiro (PP) não votará, daqui há pouco, na sessão que vai decidir sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Como é suplente, o titular Sebastião Oliveira (PR) voltou e assumirá a cadeira e o direito de voto.

Antes de saber que Sebastião voltaria, e acreditando que ele iria votar, Fernando Monteiro já havia anunciado que votaria pró-impeachment, ou seja, contra a presidente Dilma.

Só faltou ao deputado a correção de entregar o cargo que o seu pai ocupa como superintendente da Codevasf em Petrolina. Ser contra e usufruir é, no mínimo, uma incorreção.

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse menino é fraquinho das ideias.
    Agora vive nessas bandas se passando por salvador da pátria, distribuindo poços, tratores e serviços de patrolamento, achando que com isso vai ser o mais votado do sertão.
    Os políticos daqui são muito moles mesmo, dá espaço a esse filhinho de papai do Recife.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

três × cinco =