Um novo cara a cara presidencial

0

Dilma EduardoAntes mesmo da bola rolar, a Arena Pernambuco será palco de um “clássico”, só que da política. A presidente Dilma Rousseff (PT) – potencial candidata à reeleição em 2014 – e o governador-presidenciável Eduardo Campos (PSB) estarão lado a lado pela segunda vez no Estado em menos de dois meses.

Para que a presença de Dilma no evento fosse possível, a Presidência da República solicitou a alteração da data de inauguração do estádio, marcada inicialmente para o dia 14. Com isso, ela estará presente no dia 20 ao jogo festivo entre equipes formadas por operários da obra.

A última visita da presidente Dilma a Pernambuco – já no clima de desconfiança entre PT e PSB por causa da costura de palanques distintos para 2014 – ocorreu em março. Durante a inauguração da Adutora do Pajeú, em Serra Talhada, no Sertão, a presidente anunciou um pacote de benefícios para o Estado no valor de R$ 3,1 bilhões de investimento.

Enquanto isso…

Enquanto prepara a sua próxima visita ao Estado, Dilma segue o roteiro de viagens pelo País. Ontem (3), ela se encontrou com outro virtual adversário, em Minas Gerais. Presidenciável tucano, o senador Aécio Neves (MG) quebrou o protocolo e deixou o palanque que dividia com a presidente, principal convidada da festa de abertura da 79ª ExpoZebu, em Uberaba, minutos depois do início do evento.

Dilma chegou atrasada à abertura da feira agropecuária, uma das maiores do País, marcada para as 10h. Aécio já estava no palanque, ao lado do governador mineiro, Antônio Anastasia (PSDB). O senador e a presidente se cumprimentaram com um abraço e dois beijos e trocaram sorrisos amistosos. Depois, o trio conversou cerca de dois minutos em frente das câmeras. Após cerca de 15 minutos do início do evento, Aécio se retirou.

O tucano, que durante a semana criticou o Governo Dilma por causa dos índices de inflação e atacou o PT, levantou-se e saiu. Segundo sua assessoria, o senador havia marcado compromisso com o pecuarista Mário Franco Júnior, amigo de infância e seu anfitrião. Apesar disso, Dilma não deixou de cumprimentar, no início de seu discurso, o senador ausente. (Fonte/foto: JC Online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome