Última sessão plenária da Casa Plínio Amorim no semestre termina com projetos aprovados

1

A última sessão plenária do semestre na Casa Plínio Amorim, realizada na manhã desta terça-feira (26), terminou com a aprovação de seis projetos de lei – um de autoria do Executivo Municipal e cinco de representantes do Legislativo.

Em relação ao projeto 046/18, do Executivo, o prefeito Miguel Coelho (PSB) pediu autorização para realizar uma Parceria Público-Privada (PPP) com vistas à instalação e manutenção de abrigos em paradas de pontos de ônibus em Petrolina, além da implantação de relógios digitais contendo informações não apenas do tempo, mas da temperatura e qualidade do ar da cidade. Em troca, a empresa interessada teria exclusividade na exploração publicitária desses equipamentos. A matéria passou por 15 votos a zero, na primeira votação, e por 16 a zero na segunda.

O líder da bancada oposicionista, Paulo Valgueiro (MDB), também viu seus três projetos de lei – que haviam sido retirados de pauta na semana passada por ter se ausentado da sessão em virtude de um problema de saúde em sua família – aprovados por unanimidade. O primeiro (080/18) obriga o fornecimento aos segurados de planos de saúde ou seguro privado de informações por escrito e documentos por parte das operadoras, caso não cubram o atendimento no âmbito do município.

O segundo projeto (083/18), também na área de saúde, dispõe sobre medidas de proteção contra a violência obstétrica, além da divulgação de boas práticas para atenção à gravidez, parto, nascimento ou aborto; o terceiro projeto (096/18) de Valgueiro cria o Selo ‘Escola Amiga da Educação Inclusiva’, destinado a cobrar de escolas privadas de Petrolina a adoção de medidas para implantar o sistema educacional inclusivo para pessoas com deficiência.

O governista Gaturiano Cigano (PRP) também teve aprovado o projeto (084/18), autorizando a administração municipal a implantar agroindústrias de processamento da produção oriunda da agricultura familiar. Este também tinha sido retirado de pauta, a pedido do próprio vereador, na semana passada.

Moto Chico

Quem não escondeu a satisfação foi outro governista, Aero Cruz (PSB), que conseguiu emplacar o projeto 124/2017, oficializando o tradicional encontro de motociclistas em Petrolina, o Moto Chico, no calendário turístico de eventos da cidade. Os projetos dos vereadores passaram por 17 votos a zero.

1 COMENTÁRIO

  1. Nada haver com este assunto ai,mas eu queria saber dos senhores vereadores,já que eles estão para fiscalizar,passei de frente ao Traumas,e esta em andamento a construção do CAPS,nada contra,mas procuro onde esta o dinheiro para terminar esta AME que fica ao lado,o prefeito passado deixou a obra e o atual já esta chegando em seu segundo ano de mandato e a mesma esta jogada as traças,e o teatro que gastaram rios de dinheiro para fazer este buraco ,vão furar outro buraco a onde?.Ainda tem uns lambedor de saco que falam que sou frustado,estou apenas atento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome