Tricampeão Jairzinho vê empate da seleção brasileira em Petrolina e ainda mantém otimismo com equipe de Tite

0

O empate da seleção brasileira na estreia da Copa da Rússia, neste domingo (17), contra a Suíça, não tirou o ânimo de um torcedor ilustre. O ex-jogador Jairzinho – o ‘Furacão’ do tri de 70, no México – viu a partida em Petrolina, onde participou de uma feijoada com amigos da cidade, no Núcleo Maçônico da Loja Segredo e Harmonia, na Avenida da Integração, Bairro Maria Auxiliadora.

Ele concedeu uma breve entrevista a Carlos Britto, na qual destaca o potencial da equipe do técnico Tite. “Vejo um Brasil muito forte, totalmente concentrado no objetivo de recuperar seu prestígio mundial. Só vai depender da determinação dos 11 em campo, e daqueles que entrarão”, ressaltou, destacando que os atletas atuais são apenas campeões olímpicos, não mundiais. “O que um jogador pretende, na vida, para se consagrar, é ser campeão do mundo. E essa é uma oportunidade impar para esse grupo maravilhoso entrar nesse circuito, e mais uma vez o Brasil sendo o melhor futebol do mundo”, declarou.

Jairzinho contestou a afirmação de que Neymar, atualmente, tem a responsabilidade única de carregar a seleção. Segundo ele, essa missão também passa pela comissão técnica e os demais jogadores. O tricampeão mundial também não concorda que o futebol de hoje seja muito diferente daquele de sua época.

“A diferença é que hoje é mais prático. Você tem uma chuteira que não pesa tanto, uma meia que não pesa tanto, um calção que não pesa tanto, uma camisa que se pode jogar com sol ou chuva. O que existe é a determinação é a vontade de vencer, aliado a sua própria capacidade”, ponderou. Jairzinho disputou três Copas do Mundo: Inglaterra (1966), México (70, quando conquistou o tri) e 74 (Alemanha Ocidental).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome