Transposição terá 3º turno

por Carlos Britto // 06 de fevereiro de 2009 às 14:24

Obras, que andam lentas, serão aceleradas e total de trabalhadores vai subir dos atuais 2.023 para 4 mil no dia 31 de abril e 15 mil até o fim do ano.

Um dia após a reunião de balanço dos dois anos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o governo federal anunciou a implementação de um terceiro turno nas obras do projeto popularmente conhecido como transposição das águas do Rio São Francisco. Com isso, até o final do ano, a previsão é de que o número de trabalhadores diretos envolvidos no projeto, que até então vinha andando em ritmo lento, salte das atuais 2.023 pessoas para 4 mil já no dia 31 de abril. Até o final do ano, serão 15 mil empregados com carteira assinada. A intenção é entregar um dos dois canais que compõem a transposição, chamado de Eixo Leste, antes de terminado o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O terceiro turno também foi apresentado como uma forma de combater o desemprego diante da crise financeira global. Ontem, na sede do escritório de acompanhamento das obras em Salgueiro, a candidata de Lula à presidência da República para 2010 e ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, mais os ministros Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) e Paulo Bernardo (Planejamento), tiveram um rápido encontro com empresários dos consórcios das construtoras responsáveis por 13 lotes da obra (que é formada por um total de 14 lotes).

Fonte: JC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *