Trânsito ‘afunilado’ atrasa volta para casa dos petrolinenses

3

GEDC5097O trânsito complicado em Petrolina já não é mais novidade. Mas agora a situação parece se expandir para os locais mais afastados do Centro.

Os moradores dos bairros da Zona Oeste, por exemplo, precisam de paciência dobrada na hora de voltar para casa, depois de um dia de trabalho, especialmente quem precisa passar pela Avenida Clementino Coelho, onde um serviço da Compesa tem deixado o trânsito ainda mais lento.

Para realizar o serviço, a Companhia precisou interditar parte da via e a rua, que é muito movimentada, acabou se transformando num verdadeiro “funil”.

Um buraco tomou conta de grande parte da avenida, deixando apenas um pequeno espaço para os carros passarem nas duas mãos. Sem desvio, e sem ninguém para organizar o trânsito, sobram reclamações dos motoristas. O Blog reserva espaço para que a Compesa possa se posicionar sobre o caso.

3 COMENTÁRIOS

  1. Vejo que o serviço para ampliação no oferecimento de água é necessário, mas os transtornos causados pela Compesa em nossa cidade são muitos, os locais onde são feito os reparos ficam com um acabamentos horrível de péssima qualidade. Ondulação, asfalto e calçamentos afundado. Uma verdadeira gambiarra, veja o exemplo do asfalto próximo da Clementino Coelho tem décadas, fizeram um remendo ao lado que já está se desfazendo. Podemos ver as gambiarras em todo o município, avenida Caminho do Sol, avenida Paraíba e Tancredo Neves em frente a Compesa, serviço seboso. Fica a seguinte pergunta ao engenheiros da Compesa: Vocês contratariam essa empresa para fazer um serviço em sua casa? Com certeza que não, agora o dinheiro é público, vamos gastar. Um ingerência total, agora vem enganar a população com sorteios, queremos é um serviço de qualidade e mais barato. O serviço prestado pela Compesa é caro e de má qualidade.

  2. Mora nessas proximidades e o caos está total, seria bom pessoas para sinalizar o transito porque ninguém quer ceder a vez para ninguém e acaba motoristas se impensando uns com os outros correndo risco até de colisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome