Tradicionais desfiles cívicos de escolas municipais movimentam Juazeiro

por Carlos Britto // 02 de setembro de 2023 às 18:22

Foto: Luan Medrado/PMJ

A cultura nordestina, a preservação do meio ambiente, a paz e a primavera marcaram os desfiles cívicos da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Gentil Damásio do Nascimento, no bairro Alto da Aliança, e da Escola Municipal Maria de Lourdes Duarte, no São Geraldo, em Juazeiro (BA), na manhã de hoje (2). A programação, alusiva à comemoração da Independência do Brasil, já é tradicional no município.

No bairro Alto da Aliança, a EMEI Gentil Damásio reuniu toda a sua equipe e estudantes da escola, pais e a fanfarra do Colégio Estadual Pedro Raimundo Rego, para desfilar pelas ruas do bairro com o tema ‘Natureza, eu cuido, você cuida e juntos construímos um mundo melhor’. “Essa foi a nossa 7ª caminhada cívica e trouxemos para a avenida um tema muito importante, trabalhado em sala de aula e, agora, extrapolando os muros, para que a gente possa conscientizar também a comunidade, refletindo sobre como podemos melhorar o nosso meio ambiente”, contou a gestora da EMEI, Lucília Lopes.

Já o desfile da Escola Maria de Lourdes Duarte, coloriu a Avenida Flaviano Guimarães, localizada no entorno da unidade escolar, para celebrar a educação e a cultura nordestina. “O nosso desfile foi voltado para a educação, com uma homenagem ao aniversário de 39 anos da Escola Maria de Lourdes e o resgate de elementos que fizeram parte da nossa história, como a música, representada pela ‘Orquestra de Câmara Som do Coração”, disse a gestora Leide Patrícia de Santana.

Em suas alas, o desfile contou um pouco da cultura nordestina e trouxe elementos estudados pelos alunos em sala de aula, como a leitura, o cordel, o projeto piquenique literário, a chegada da primavera, a paz e o esporte. “O desfile está muito bom. A minha turma preparou a ala sobre alguns gêneros textuais como a receita e o cordel, e eu estou muito satisfeito em participar”, disse o estudante Matheus da Silva Ataídes, de 11 anos, do 5° ano do Ensino Fundamental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. A situação não é fácil, porém não acho que devemos condenar o rapaz com tanta violência. Quem nunca errou que…