Trabalhos na Câmara de Juazeiro serão retomados no dia 17

por Carlos Britto // 12 de fevereiro de 2009 às 14:00

A câmara de Juazeiro realizara na próxima terça-feira (17), uma programação especial para marcar a abertura dos trabalhos legislativos deste ano, e o inicio da legislatura do quadriênio (2009/2012). A solenidade acontecerá a partir das 16h50, no auditório da Casa Aprígio Duarte Filho.

O presidente do Legislativo, vereador Crisóstomo Lima, o Zó (PCdoB) fará abertura dos trabalhos e a saudação do público, em seguida, acontecerá o colóquio O papel político da câmara municipal    e a apresentação da historia da Câmara Municipal  de Juazeiro. A programação inclui ainda a apresentação do projeto Câmara mirim, a cidadania começa cedo.

A mensagem á Câmara Municipal, do prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) será lida as 18h, seguida pela reabertura do Memorial da Câmara, com exposição de fotografias e documentos históricos.

Haverá exposição de matérias jornalísticas sobre a história  da Câmara e reabertura da Biblioteca Professor Olavo Balbino e o lançamento do livro Reminiscências, do ex-vereador Bertolino Nascimento.

 

Fonte: Gazzeta do São Francisco

Trabalhos na Câmara de Juazeiro serão retomados no dia 17

  1. Batista disse:

    Senhor VEREADORES DE JUAZEIRO.

    E quer dizer que vocês ainda não estão trabalhando? A pergunta é a seguinte, mas vocês não receberam o dinheiro de JANEIRO/09. JÀ! o que homi!!!! e FEVEREIRO/09, só vão receber então 11 dias, SERÁ!!!!! Pois aqui em Petrolina já faz tempo que os VEREADORES estão trabalhando, ou seja, tentando trabalhar, depois vocês reclamam por que Petrolina é mais devolvida do que JUAZEIRO.

  2. AVELAR AMADOR disse:

    Para os sofredores dos ‘RATOS DA POLÍTICA”
    Nos primórdios da aviação, um piloto estava voando com o seu avião, naturalmente rudimentar, e ouviu um barulho atrás dele. Olhou para trás e viu um rato roendo a lona do avião e ficou preocupado porque viu ali o grande risco de um acidente com a queda do avião. O que fazer? Não podia deixar o controle da aeronave para cuidar do ratinho, seria morte certa. Lembrou então.

    O avião, lógico, não tinha cabine pressurizada. Subiu com o avião, alto, mais alto, mais alto ainda, e em pouco tempo não ouviu mais o barulhinho do rato roendo o avião. Em grandes altitudes a concentração de oxigênio diminui, eleva-se o ritmo cardíaco, pode levar à morte. O ratinho não resistiu, tinha morrido.

    Moral da história. Quando os ratos quiserem lhe derrubar, voe alto, bem alto, mais alto, o mais alto que você puder. Os ratos não resistem às grandes alturas.

    Voe alto. O mais alto que você puder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *