Trabalho de servidora da Univasf recebe Menção Honrosa em evento de ensino e pesquisa

por Carlos Britto // 06 de setembro de 2021 às 20:42

Foto: Ascom/divulgação

A Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) foi lembrada durante a 4ª edição do Encontro Nacional de Ensino e Pesquisa na Área de Públicas (ENEPCP), realizado de 1º a 3 deste mês, no formato virtual. O trabalho da servidora da Univasf, Mírian Lucia Pereira, egressa do Mestrado Profissional em Administração Pública (Profiap), recebeu Menção Honrosa na categoria Dissertação de Mestrado, com a dissertação intitulada ‘Transição de Governo Municipal: Lançar Dados não Para Contar com a Sorte, Mas Preparando o Futuro da Gestão’.

Mírian participou da 1ª edição do Prêmio Augusto Tavares de Teses, Dissertações e Trabalhos de Conclusão de Curso do Campo de Públicas, que tem por finalidade estimular a pesquisa, produção acadêmica, difusão do conhecimento e sua aplicação na realidade brasileira, reconhecendo o mérito de trabalhos que possam contribuir para o aperfeiçoamento dos temas na Administração Pública no Brasil. Poderiam ser inscritas teses, dissertações e Trabalhos de Conclusão de Cursos (TCCs) inéditos, cujas defesas aconteceram entre janeiro de 2018 e março de 2021, em qualquer curso, departamento ou programa de pós-graduação do Campo de Públicas.

Os trabalhos premiados foram avaliados, considerando a vinculação com o Campo de Públicas, o caráter inovador do estudo, a relevância temática, a acuidade metodológica, a qualidade da redação e as capacidades de contribuição para o aperfeiçoamento de processos tecnopolíticos.

Segundo o Professor Ricardo Duarte, orientador da pesquisa de Mírian, a premiação não foi nenhuma surpresa. “uma vez, que a dissertação de Mírian já é considerada um dos melhores trabalhos, do Profiap, local e nacional, sendo já uma referência na área de Transição de Governo”.

Reconhecimento

Já a autora da pesquisa destacou que “receber uma Menção Honrosa, em um evento como o ENEPCP significa um reconhecimento por um esforço realizado, durante todo o mestrado, perspectivando produzir um trabalho que trouxesse contribuições teóricas e práticas para o Campo de Públicas. Premiação que tem seu valor aumentado, tendo em vista que esse concurso se deu em homenagem a Augusto Tavares, um inquietante, inovador, provocador, admirável e referenciado professor do nosso Campo, que faleceu em 2020, e mesmo doente, bravamente defendeu sua tese de doutorado. Por tudo isso, é uma grande honra”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *