Trabalhadores rurais dizem ‘não’ à criação de novo sindicato da categoria em Petrolina

5

trabalhadore votando pelo nao a divisao da categoriaCerca de mil associados do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Petrolina (STR) disseram ‘não’ à criação de um novo sindicato que pretende reunir os trabalhadores assalariados com vínculo empregatício nas empresas rurais do município. A negativa da criação de uma nova entidade representando a categoria em Petrolina foi repudiada pelos trabalhadores numa assembleia realizada no meio da rua na tarde desta segunda-feira (21), feriado de Tiradentes.

O grupo que convocou a assembleia, tendo à frente a ex-diretora de assalariados da entidade, Maria Joelma da Silva, não permitiu a participação dos associados ao STR que estavam em grande maioria. A convocação aconteceu há cerca de 20 dias. Entretanto, chegando ao local, um espaço de eventos situado no bairro Santa Luzia (zona norte de Petrolina), os trabalhadores que são associados ao STR foram proibidos de entrar.

Nem o presidente da Federação dos Trabalhadores em Agricultura de Pernambuco (Fetape), Doriel Barros, teve acesso. Ele tentou dialogar para não dividir a categoria, mas foi impedido por seguranças contratados pelo grupo que convocou a assembleia e não cumpriu os pontos colocados por eles próprios no documento.

Respeitamos o edital publicado que dizia que a primeira convocação seria às 14h30 e a segunda às 15h, mas fomos impedidos de participar. Nós lutamos a vida toda contra a ditadura, contra o sindicato cartorial e de gabinete e contra isso que está acontecendo aqui. Lamentamos muito essa postura dessa companheira que quer ser presidente de um sindicato. Ela demonstra com isso que não tem capacidade e competência, e digo isso de uma pessoa que conheço, que convivi durante muito tempo no STR. Ao realizar a assembleia lá dentro, sem a presença dos trabalhadores, sem cumprir o edital, por si só ela já é considerada nula”, disse Doriel.

Anulação 

O presidente do STR de Petrolina, Francisco Pascoal ‘Chicôu’, frisou que já ganhou e já perdeu eleição, mas nunca quis dividir os trabalhadores. Quem foi barrado, segundo Chicôu, “foram os verdadeiros trabalhadores rurais que não se deixaram enganar pelo grupo que pleiteia rachar a entidade em Petrolina”.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT/PE) destacou que não existe necessidade nenhuma de criar outro sindicato que reúna os trabalhadores, porque há pouco tempo houve eleição e todos tiveram direito de disputar e concorrer até mais de um pleito para que os trabalhadores tivessem os direitos garantidos de fato e de direito.Os advogados do STR, Fetape e CUT entram nesta terça (22) na justiça para anular a eleição do novo sindicato, que foi criado sem o respaldo da maioria dos trabalhadores rurais de Petrolina. As informações são da assessoria do STR. (Foto: Divulgação)

5 COMENTÁRIOS

  1. sou trabalhadora rural e estou indignada com pessoas q joga e ñ sabe perder, ESSAZINHA air tá bom de procurá o lugar dela,q tipo de diretora a presidencia é essa,q ñ ganhou as eleiçãoes e quer um sindicato pra ela,pra mim isso tem um nome é interesse em muito dinheiro, e lutar pelo o direito do trabalhador que é bom ela ñ tem esse compromisso com ninguém.fico feliz em saber q os nossos representantes esteja preocupados com isso.PARABÉNS STR,FETAP E A CUT.ñ deixe isso acontecer…………………

  2. Dividir os trabalhadores rurais em duas entidades em um município, quem irá aplaudir sãos os empregadores. Quando houver as negociações anuais da classe, poderão gerarem conflitos, pois, enquanto uma faz acordos, a outra não aceita, enquanto uma apoia uma possível greve a outra baixa a cabeça.
    Sigam o Lema; “TRABALHADOR UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO!”

  3. Mais veja………depois ficam dizendo que só os políticos é que são corruptos. Essa província chamada BRASIL, ainda vai passar por muitos desafios para chegar a ser uma grande nação, infelizmente a ganância que assola essa nação distroi sonhos e sucumbe seu povo a esse quadro permanente de incertezas.

  4. Eu na posição de trabalhadora rural,não fico de lado A e nem B…fico do lado doa trabalhadores rurais e se A ou B pode dar as melhorias que buscamos então q seja criado…e se não que não seja,agora esse sindicato atual precisa si de muitasss mudanças e muitas e muitas melhorias,trabadores rurais não são burros,sao seres humanos e inteligentes,então usemos a cabeça e fim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome