Grevistas da Embrapa vão distribuir 6 mil espigas de milho em praça pública

por Carlos Britto // 08 de junho de 2009 às 16:43

milhoAmanhã (09), a partir da 10 horas, na Praça da Catedral de Petrolina, os empregados da Embrapa Semi-Árido vão distribuir 6 mil espigas de milho para a população. Esta iniciativa é uma atividade organizada pelo sindicato da categoria que se encontra em greve desde o dia 2 de junho.

O movimento pretende chamar a atenção da sociedade para a luta dos trabalhadores em defesa da pesquisa agropecuária brasileira e a garantia de um acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que assegure direitos e remuneração adequados a uma empresa, que em 36 anos de criação já se transformou na maior na geração de conhecimento e tecnologias em todo a área tropical do planeta.

Presidente da Seção Sindical da Embrapa Semi-Árido e do Escritório de Negócios da Embrapa Transferência de Tecnologia, Jorge Severo da Costa critica a morosidade e intransigência da diretoria da empresa na negociação do ACT a ser vigorado de maio de 2009 a maio de 2010. A atitude da diretoria é de quem desconhece a importância da empresa na transformação do país em superpotência agrícola em âmbito mundial.

A Embrapa é uma empresa vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e tem quarenta unidades espalhadas por todas as regiões do Brasil. O movimento grevista paralisou as atividades de grande parte dos seus 8.484 empregados – dos quais 2.125 são pesquisadores. A Embrapa é a maior empresa de pesquisa agropecuária tropical do mundo.

Grevistas da Embrapa vão distribuir 6 mil espigas de milho em praça pública

  1. Roberto Guedes disse:

    Um bom exemplo ao SIMEPE e CREMEPE de como usar o bom senso para protestar e ter repercussão na mídia. Se ao invés de fazer baderna, apitaço e incendiar hospitail (Dom Malan) em Petrolina, vocês fizessem um mutirão de protesto onde além dos atendimentos, divulgassem para a sociedade através de panfletos e palestras em que se baseia o pleito por plantão médico de 12 horas no valor de R$ 700,00 seria bem possível que ao invés de estar escrevendo aqui para críticá-los estaria fazendo o contrário: elogiando e apoiando a causa de vocês (se entende-se que os argumentos são válidos)! Escolham um hospital por dia, tenho certeza que não vão ficar pobres fazendo isso, doando um dia de plantão coletivo em um dos hospitais de Petrolina e fazendo a divulgação da causa de você nas recepções dos hospitais para sociedade saber em que ela está baseada.
    Mas o que não pode aceitar é a imposição que estão querendo fazer: NEGOCIAÇÃO 0 (ZERO) E PLANTÃO 700… AÍ NÃO DÁ!!!!!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *