Teresinha Teixeira recebe homenagem da Alepe e se emociona

3

homenagem-teresinha-teixeira-alepe

Se existe alguém em Petrolina digno de todas as homenagens, esse alguém atende pelo nome de Teresinha Teixeira. Ex-vereadora, ex-diretora de uma das instituições de ensino mais tradicionais da cidade (o Colégio Dom Bosco), a educadora abnegada pelo seu ofício ganhou mais um reconhecimento.

Teresinha Teixeira foi uma das agraciadas na noite de ontem (29) com a Medalha Leão do Norte Mérito Educacional Paulo Freire, concedida pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). O evento aconteceu no Plenário Principal da Casa Joaquim Nabuco.

Autor da proposta, o deputado estadual Odacy Amorim (que chegou a atuar na Câmara de Vereadores de Petrolina na mesma legislatura de Teresinha), destacou a trajetória vitoriosa da educadora. Teresinha agradeceu. “Convivemos muito bem na Câmara e ele sempre valorizou o nosso trabalho na política, na educação, na área social e na área religiosa. É uma história de mais de 46 anos. Recebo a Medalha Mérito Paulo Freire como símbolo de valorização da educação. Por isso, esse gesto de nobreza e de valorização faz com que tenhamos um sentimento de agradecimento ao deputado Odacy Amorim”, assinalou Teresinha, emocionada. Outras autoridades, a exemplo da viúva do ex-governador Eduardo Campos, Renata Campos, e o secretário estadual de Turismo, Felipe Carreras, também receberam a honraria. (foto: Rinaldo Marques/Alepe)

3 COMENTÁRIOS

  1. Se essa medalha é para pessoas que contribuíram com o desenvolvimento de pernambuco, eu pergunto: qual foi o benefício que a Sra. Renata Campos trouxe para o estado? Qual foi o critério de escolha para a homenagem? Foi o sobrenome Campos? Vejam pernambucanos, no que transformaram o nosso estado: Num segundo Maranhão, só que esse é dos Campos e não dos Sarney. Depois da morte de Eduardo várias obras públicas foram batizadas com o nome de Eduardo, até obras que seriam batizadas com o nome de outras pessoas foram alteradas para receber o nome de Eduardo! Regredimos para as capitanias hereditárias, não, pior, para o feudalismo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome