Tateando no escuro, Marcones Sá decreta estado de calamidade administrativa e financeira em Salgueiro

0
Foto: divulgação

Após críticas feitas à gestão passada em relação a não ter recebido ainda as contas da Prefeitura de Salgueiro (PE), no Sertão Central, o atual prefeito Marcones Libório de Sá (PSB) decidiu decretar estado de calamidade administrativa e financeira no município, motivado pela ausência de documentos com informações contábeis e orçamentárias. O ato foi publicado nesta quarta-feira (13),

Segundo a assessoria da prefeitura, tais documentos deveriam ter sido entregues até o dia 31 de dezembro de 2020 pela equipe de transição do ex-prefeito Clebel Cordeiro (PL). Sem eles, o município ficou impossibilitado de abrir o Orçamento 2021.

Com o decreto, orientado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), a atual gestão iniciará as atividades administrativas sem conhecimento das despesas que ficaram de exercícios anteriores, realizando um corte contábil e operando com os ajustes futuros. Por esta razão, ficarão suspensos todos os pagamentos referentes a despesas empenhadas (processadas ou não), cujas informações não foram entregues até o último dia 31 de dezembro, devendo submeter a processo administrativo para reconhecimento de débito e registo contábil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome