Tarcísio Pereira, uma referência cultural

1
Foto: Cepe/divulgação

Quem é do Recife ou morou na capital pernambucana, e sobretudo para quem gosta de letras e artes literárias, não tem como esquecer a famosa Livro 7, que começou modesta nos anos 70 e se tornou referência nas duas décadas seguintes. Foi na Livro 7, por exemplo, que o escritor Fernando Morais lançou no Recife uma de suas obras mais conhecidas, ‘Chatô, o Rei do Brasil’.

O grande responsável por isso tudo foi Tarcísio Pereira. Livreiro, editor e superintendente de Marketing e Vendas da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), ele partiu ontem (25) vitimado pela terrível Covid-19. Lutou bravamente por mais de 60 dias numa UTI do Hospital Português, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e, infelizmente, hoje ele descansou.

A cena cultural e literária não só do Recife, mas do Estado, fica um pouco mais órfã. O céu, no entanto, ganha um mestre.

Nota

Em nota de pesar, a Fundarpe lamentou profundamente o fato (confiram na íntegra).

1 COMENTÁRIO

  1. Siga a linha ….. Governo negacionista…..Covid subestimada (gripezinha)………Negaçao da vacina….Liderança no Senado…..Cumplicidade…..Subserviencia….Oportunismo….Pessoas morrendo. Não lastime, por favor. Nao combina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

14 − 2 =