Sustentabilidade do bioma caatinga será discutida em seminário no Recife

0
Foto: Ascom Codevasf/divulgação

O Dia Nacional da Caatinga (28 de abril) será marcado por um seminário nesta quarta-feira (2), no Recife, com o intuito de promover a sustentabilidade do bioma. O evento é organizado pelo Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga de Pernambuco, com participação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), entre outras instituições que integram o comitê. A programação ocorrerá das 13h30 às 18h30 no auditório da Pró-Reitoria de Extensão da UFRPE.

O chefe do Escritório de Representação da Codevasf no Recife, Marcelo Teixeira, ressalta que o foco do evento deste ano – a sustentabilidade – vai enfatizar a proteção do bioma e das áreas já conquistadas, favorecendo maior visibilidade à atuação do comitê e às iniciativas exitosas da região.

Estamos felizes com os esforços que estão sendo feitos para criação de novas Unidades de Conservação no Bioma Caatinga. Insistimos que o perfil da conservação nesse bioma passa também pelas categorias de uso sustentável que vão permitir fazer a difusão do potencial da Caatinga para a socioeconômica regional. Ainda é importante destacar a atuação do governo estadual, que vem fortalecendo o sistema de áreas protegidas”, explica.

Segundo Teixeira, a Codevasf tem papel importante na divulgação e na preservação da Caatinga, presente em boa parte da área de atuação da empresa, e no fomento à participação da juventude rural engajada no Projeto ‘Amanhã’ e no incremento de Arranjos Produtivos Locais típicos da região.

Ações

Entre os destaques das ações executadas pela Companhia em Pernambuco está a implantação de Unidades de Conservação da Caatinga. No município de Floresta, a Estação Ecológica Serra da Canoa, com 8 mil hectares, foi a segunda unidade criada no Estado. Já o Parque Estadual Serra do Areal e a Estação Refúgio de Vida Silvestre Riacho Pontal, com cerca de 6 mil hectares de vegetação nativa do bioma, foram criadas na área de reserva legal do Projeto Pontal, implantado pela Codevasf em Petrolina. As informações são da assessoria da Codevasf.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome